Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

... Adieu, monsieur, je vous recommande la vèrité, la liberté,et la vertu trois seules choses pour lesquelles on doive aimer la vie.
Voltaire, Questions sur les miracles, XIe Lettre
Perfil
Denise Natalina Brambilla González
 

Denise Brambilla , reconhecida pelos colegas e pelas sucessivas administrações do Ministério do Trabalho
Paixão pela aprendizagem - Quem conversa com a auditora-fiscal Denise Natalina Brambilla González, 61 anos, imagina que ela está contando os dias e horas para deixar para trás a sua já longa atuação no Ministério do Trabalho. Mulher, esposa, mãe, com mais de 40 anos dedicados ao serviço público, nada mais natural, chegou - enfim - a hora de descansar. Nada mais falso. Denise esbanja a energia de quem está começando na profissão, sonha em convencer o empresariado gaúcho a ocupar todas as vagas existentes para jovens aprendizes e nem pensa, nem mesmo nas piores horas, em se aposentar, fazer tricô ou ficar vendo televisão sem nada a fazer.

"Sou apaixonada pelo que faço e acredito que abrir as portas para os jovens em situação de vulnerabilidade é um sacerdócio. Nada se compara a alegria de ver um jovem dando seus primeiros passos", afirma a auditora-fiscal.

A atuação de Denise, reconhecida pelos colegas e pelas sucessivas administrações do Ministério do Trabalho, fizeram com que ela seja coordenadora informal de Aprendizagem no Estado, depois de ter ocupado a titularidade da função, que não existe oficialmente mais, durante muitos anos. Lotada em Caxias do Sul, onde fez quase toda a carreira, a auditora fiscal se orgulha de ter transformado o município, ao lado de outros colegas, em uma referência no Rio Grande do Sul: a terra da uva e do vinho é, hoje, a localidade com maior número de jovens aprendizes no Estado.

"Nossa função, de fiscalização, é um sacerdócio. Mas não exerci e exerço essa atividade sem o apoio de colegas, principalmente da Agitra, a quem reputo todo o empuxo na defesa da atividade, na valorização da nossa carreira e na necessidade de a sociedade conhecer e valorizar a fiscalização", diz. Ela lembra que, quando iniciou na profissão, em 1978, o discurso da entidade era de que precisávamos buscar a paz social com a harmonia entre o capital e o trabalho. "Passados tantos anos, a luta continua a mesma", garante, destacando que a visão que Getúlio Vargas teve, em 1943, quando percebeu que o país saia do campo e iria se industrializar e, por isso, precisava treinar seus jovens, ainda é válida. "Hoje há estrutura, base legal, mas sem a fiscalização os números de jovens aprendizes ficariam raquíticos, sem expressão."

Denise apresenta números para confirmar a necessidade de atuação: no Rio Grande do Sul, hoje, há possibilidade de existirem 95 mil jovens aprendizes. Há, no entanto, apenas 35 mil jovens ocupando estas vagas. "Nossa luta precisa continuar e o convencimento e a lei são os nossos argumentos. Até porque a política de aprendizagem pode e consegue diminuir os índices de violência", lembra a auditora fiscal, que garante: não volta tão sendo para casa. E, por enquanto, aposentadoria, nem pensar.

 
Outros
 
+ Perfil

Vladimir Safatle alerta para o fim do emprego - Nunca na história da República o Congresso Nacional votou uma lei tão contrária aos interesses da maioria do povo brasil

FRENTE EM DEFESA DA DIGNIDADE DO TRABALHO NO FACEBOOK - Colegas.A AGITRA INTEGRA INTEGRA ESTA FRENTE EM DEFESA DA DIGNIDADE DO TRABALHO E TEM SEDIADO AS REUNIÕES PREPARA

Terceirização: Anamatra lamenta aprovação de PL que libera a prática em todas as atividades e pede v - Em nota, entidade pede que presidente da República teve o PL nº 4302/1998 A Associação Nacional dos Magistrados da

Centrais e Ministério do Trabalho criam grupo para aprimorar projeto que altera legislação trabalhis - Em reunião nesta sexta-feira, 20, o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, as seis centrais sindicais reconhecidas - CS

PEC 287/16: ANFIP e magistrados produzem nota conjunta contra reforma - O presidente da ANFIP, Vilson Antonio Romero, reuniu-se nesta quarta-feira (18), em Brasília, com representantes da Anam

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br