Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Quem não duvida, não examina; quem não examina, não percebe; e quem não percebe, permanece na cegueira e na confusão.
Al-Ghazali
24/01/2023

IR: “Diminuir para o pobre e aumentar para o rico”

Presidente afirmou que é preciso “mudar a lógica” tributária e cobra por construção conjunta para isenção de Imposto de Renda para quem ganha até R$ 5 mil.

por Murilo da Silva

Na quarta-feira (18), o presidente Lula esteve com lideranças de Centrais Sindicais no Palácio Planalto e afirmou que é necessário “mudar a lógica” sobre o Imposto de Renda, sendo necessário brigar e convencer quem for preciso para a cobrança “diminuir para o pobre e aumentar para o rico”.

O presidente lembrou que a isenção de Imposto de Renda para quem ganha até R$ 5 mil é uma promessa de campanha que deve cumprir, mas alertou sobre a necessidade de construção conjunta das bases para a Reforma Tributária e instigou sindicalistas e toda a sociedade para cobrar o governo.

“Não se pode fazer no grito, na vontade, no microfone, tem que construir. E vamos construir isso, vamos começar a fazer a reforma”, disse o presidente ao salientar que foi eleito para realizar feitos melhores aos concretizados nos seus outros mandatos.

Leia também: Centrais sindicais cobram de Lula salário mínimo de R$ 1.343

Saudado por um público composto por lideranças sindicais e do governo, o presidente indicou não fugir das responsabilidades que tem como chefe de Estado, ao contrário do governo Bolsonaro [sem citá-lo nominalmente], e cobrou mais uma vez: “É exatamente porque o Lula é presidente que vocês têm que fazer pressão”, provocou.

Em sua fala ainda disse questionar os economistas do PT que o abordam com o argumento de que isenção para quem ganha até R$ 5 mil abrange mais da metade de toda o imposto, pois corresponde a 60% do total e comprometeria a principal arrecadação tributária de pessoa física.

Foi neste momento que Lula disse que então é necessária a mudança de lógica:

“Então vamos mudar a lógica, diminuir para o pobre e aumentar para o rico, é necessária uma briga? É necessário! É necessário muito convencimento no Congresso Nacional? É necessário! É necessária muita organização da sociedade? É necessário! Então vocês têm que saber que a gente não ganha isso se não houver mobilização do povo brasileiro para mudar uma vez na vida a política tributária, colocar o pobre no orçamento da União e o rico no Imposto de Renda para ver se a gente arrecada o suficiente para fazer política social nesse país”, completou Lula.

Fonte: Vermelho
 
+ Clipagem

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br