Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Ser delicado é prudente, ser indelicado é estupidez. Criar inimigos inutilmente é uma loucura, é como quem põe fogo à própria casa.
Schopenhauer
04/10/2022

Câmara renova 44% dos assentos, mas segue conservadora na política e ‘neoliberal’ na economia

Apesar disso, Diap aponta crescimento da bancada mais progressista, com “vitórias importantes” entre a esquerda e a centro-esquerda

Por Redação RBA

1

São Paulo – As eleições legislativas de domingo (2) resultaram na “renovação” de 44% do total de 513 deputados que compõem a Câmara, segundo o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap). O percentual foi um pouco abaixo de 2018 (46,58%), mas próximo da média histórica das seis últimas eleições, lembra o instituto. Por outro lado, foram reeleitos 287 deputados, de um total de 446 que tentavam se manter na Câmara.

Ao mesmo tempo, o Diap observa que o número de novos deputados (226) é relativo, porque alguns estão retornando à Casa. Além de o grupo ter nomes já conhecidos do mundo político, no que a entidade chama de “circulação do poder”.

As entradas e saídas de deputados confirmam o prognóstico em relação ao perfil do futuro Congresso. Que o Diap identifica como “mais ideológico à direita, conservador, quanto à agenda dos costumes, e neoliberal, que entende que o papel do Estado deve ser mínimo em relação à economia”. Segundo a análise, devem crescer as bancadas ruralista, evangélica e da área de segurança, o que inclui a chamada bancada da bala.

Apesar de uma configuração da Câmara que hoje seria ainda mais favorável ao atual presidente, Jair Bolsonaro, o Diap também aponta “vitórias importantes” entre a esquerda e a centro-esquerda. Houve aumento dessas bancadas. Além disso, “chegam parlamentares campeões de votos que representam minorias como ocorreu para São Paulo e Rio de Janeiro, dentre outros aspectos importantes Brasil afora”.

“Enorme poder”

Outro aspecto destacado na análise foi a prioridade à Câmara dada por governadores. Isso por entenderem “que o Congresso Nacional detém enorme poder em relação ao Orçamento, em especial, em função das emendas individuais, de bancadas e de relator, que permitem ampliar investimentos nos estados”.

O Partido Liberal (PL), de Jair Bolsonaro, subiu de 76 para 99 deputados. E a federação composta por PT, PCdoB e PV aumentou de 68 para 79. O bloco PSDB/Cidadania encolheu: de 29 para 18. E o PSB, de 24 para 14. Já Psol/Rede cresceu de 10 para 14.

Fonte: Rede Brasil Atual
 
+ Clipagem

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br