Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Nada pode tornar a alma de uma pessoa mais suave do que a compreensão de sua própria culpa e nada pode tornar um individuo mais duro do que o desejo de estar sempre certo
O Talmude
10/08/2022

Resgatados cinco trabalhadores submetidos a condições análogas à escravidão em MG

Ocorrência envolveu atividade de cultivo de café

Os Auditores-Fiscais do Trabalho da Gerência Regional do Trabalho em Poços de Caldas e da Superintendência Regional do Trabalho em Minas Gerais (SRTb/MG) resgataram cinco trabalhadores submetidos a condições análogas à escravidão, durante operação realizada no município de Monte Belo/MG.

A Polícia Militar de Minas Gerais prestou apoio à ação fiscal, que teve início no dia 12 de julho, a partir do planejamento do Projeto de Fiscalização Rural da SRTb/MG.

Os trabalhadores foram encontrados em condições degradantes, em razão das péssimas condições de moradia e trabalho. Inclusive, os AFTs verificaram que os trabalhadores foram recrutados em Tobias de Freitas (SE) e viajaram por 1800 Km, até o estabelecimento rural, com passagens custeadas pelos próprios empregados.

A auditoria-fiscal constatou a ausência de local para refeição e de instalações sanitárias na frente de trabalho, o que levava os trabalhadores a fazerem suas necessidades fisiológicas no mato. No alojamento, verificaram-se más condições de higiene, infestação de ratos e o despejo do esgoto do vaso sanitário a poucos metros da casa, entre outras irregularidades.

Pós-Resgate - Após notificado, o empregador quitou salários atrasados, verbas rescisórias, devolveu valores ilegalmente descontados dos salários, ressarciu os empregados dos gastos da viagem de vinda e arcou com os custos da viagem de volta para Sergipe, em um valor total de R$ 62.724,70. O recolhimento do FGTS e INSS dos trabalhadores também foi realizado.

Ao mesmo tempo, os Auditores-Fiscais do Trabalho emitiram as guias de Seguro-Desemprego dos trabalhadores resgatados, pelas quais cada um dos resgatados faz jus ao recebimento de três parcelas de um salário-mínimo (R$ 1.212,00) cada.

Denúncias - Denúncias de trabalho análogo ao de escravo podem ser feitas de forma anônima no Sistema Ipê, no seguinte endereço: https://ipe.sit.trabalho.gov.br/.

Categoria

Trabalho, Emprego e Previdência

Fonte: MTE
 
+ Clipagem

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br