Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Quem não duvida, não examina; quem não examina, não percebe; e quem não percebe, permanece na cegueira e na confusão.
Al-Ghazali
25/03/2022

OIT escolhe hoje seu novo diretor-geral: eleição tem cinco candidatos

Representação dos trabalhadores dá apoio a candidato do Togo, que seria o primeiro diretor africano da organização. E o Brasil deve votar em um pró-empregadores

Por Vitor Nuzzi, da RBA

São Paulo – A Organização Internacional do Trabalho (OIT) escolherá nesta sexta-feira (25) o seu 11º diretor-geral. Cinco candidatos, três homens e duas mulheres, se habilitaram para a disputa. A posse será realizada em 1º de outubro.

Os candidatos são Gilbert Houngbo (Togo), Kang Kyung-wha (Coreia), Mthunzi Mdwaba (África do Sul), Muriel Pénicaud (França) e Greg Vines (Austrália). Um deles irá substituir o inglês Guy Ryder, no comando desde 2012. Dos 10 diretores até hoje, apenas um não foi europeu ou norte-americano: o chileno Juan Somavia, que permaneceu no cargo de 1999 a 2012. Já Ryder, sindicalista de origem, foi eleito com apoio da representação dos trabalhadores.

Apoio dos sindicatos

Agora, os trabalhadores decidiram apoiar a candidatura de Houngbo. Ex-primeiro-ministro de Togo, ele preside o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida). Seria o primeiro diretor africano da OIT.

Já o governo brasileiro, por sua vez, deverá votar no candidato sul-africano, vinculado aos empregadores – que não tem apoio do próprio país de origem. Nos últimos anos, o Brasil chegou a integrar listas elaboradas por peritos, por suspeita de violação de direitos trabalhistas.

Rodadas de votação

Entre os demais candidatos, o australiano Greg Vines é advogado e servidor público. Consultor empresarial e advogado especializado em propriedade intelectual, Mdwaba tem apoio dos empregadores. Muriel foi ministra do Trabalho e agora representa a França na Organização para Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE). E Kang Kyung-wha foi a primeira mulher a ocupar o Ministério das Relações Exteriores de seu país.

Assim, pelas regras da OIT, os integrantes do Conselho de Administração participam de várias rodadas de votação, em que o candidato com menos votos vai sendo eliminado. Isso até que um deles obtenha mais da metade do total. O colegiado tem 56 membros titulares, 28 dos governos, 14 dos empregadores e 14 dos trabalhadores. Dessa forma, com 187 Estados membros, a OIT é a única organização tripartite das Nações Unidas.

 
+ Clipagem

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br