Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

No reinado da lei, o pobre e o rico tem direitos iguais... e o pequeno vence o grande se tem por si a justiça; é uma idéia remota, pois vem de Euripides. Historicamente, porém, é uma idéia falsa: o direito nunca foi outra coisa senão uma organização das desigualdades.
Jean Cruet
21/09/2021

Tarso Genro (PT) promove encontro com Santos Cruz e ex-ministros da Defesa

O ex-ministro petista pregou um "grande processo de concertação política e estratégica em torno dos valores da democracia e da República"

Por Lucas Rocha

O Instituto Novos Paradigmas (INP), presidido pelo ex-ministro Tarso Genro (PT), promoveu na última sexta-feira (17) um debate virtual entre o general da reserva Carlos Alberto dos Santos Cruz, ex-secretário de Governo de Jair Bolsonaro, e outros três ex-ministros da Defesa além de Genro.

O debate “Democracia e República depois da Guerra Fria” contou com a presença de Genro, do general e dos ex-ministros Celso Amorim (PT), Nelson Jobim (MDB) e Raul Jungman (Cidadania). Essa foi a primeira vez que Santos Cruz se encontrou com lideranças petistas desde que saiu do governo Bolsonaro.

PUBLICIDADE

O presidente do INP disse que diálogos como o que ocorreu o “entusiasmam para um grande processo de concertação política e estratégica em torno dos valores da democracia e da República”. “Participando de diálogos como esse é que eu tenho a fé de que nós vamos construir uma grande nação, uma grande nação democrática, republicano. Esses “, afirmou.

Na live, Santos Cruz afirmou que “não se deve arrastar as Forças Armadas para o jogo político”. “Nós estamos vivendo uma conjuntura disfuncional, infelizmente, com desrespeito instituído, que se amplia nos fenômenos das redes sociais”, disse.

por taboolaLinks promovidos

Você pode gostar

Cármen Lúcia sinaliza que pode mudar seu voto em processo de Lula

Super quebra-cabeça de madeira vira febre no Brasil

Puzi

Joice vaza novo áudio de Zambelli e pede ao STF prisão da deputada bolsonarista

“Não comam a Janaina Paschoal”, dispara Olavo de Carvalho

“Nós precisamos voltar a ter respeito pelas pessoas, pelos opositores, pelas instituições. Goste ou não goste de uma autoridade, não se pode utilizar o palavreado que estamos usando. Descemos ao nível mais baixo de comportamento achando que isso é liberdade. Então tem que restaurar esse respeito aos mecanismos constitucionais. Essa interpretação de poder moderador não tem o mínimo amparo constitucional e nem histórico. Não adianta procurar, fazer uma análise histórica e achar um fundamento moral para essa interferência. Não tem. Não tem nenhuma pista, nenhum indicativo de que as forças armadas devam interferir no funcionamento dos poderes”, afirmou o general.

Celso Amorim foi no mesmo caminho, defendendo que as Forças Armadas têm que ter uma certa “sacralidade” na sua ação, em favor dos interesses do Estado. “Isso tem a ver com Democracia e República, mas com a República, especialmente é agravada quando temos um presidente que se refere ao meu Exército. O Exército não é dele [Bolsonaro], é do povo brasileiro, é do Estado”, disse.

“Não quero isentar as FA, há comportamentos que eu critico, mas critico fundamentalmente o comportamento das elites que chamaram e de certa forma convocaram as Forças Armadas a darem opinião. Essa permeabilização do aparato em todas as funções não é boa para o Estado. Isso retira das FA aquela autoridade que eu vejo em outros países, como via nos EUA, na tentativa de invasão do Capitólio”, afirmou.

Confira aqui como foi o debate: https://www.facebook.com/institutonovosparadigmas/posts/1278635249233374

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e pela América Latina, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum Global

Fonte: fórum
 
+ Clipagem

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br