Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

O sabio que tudo sabe é aquele que sabe que nada sabe.
Platão
16/09/2020

Após 50 anos, documentos apontam ordem de Nixon para derrubar Allende no Chile

Após 50 anos, documentos apontam ordem de Nixon para derrubar Allende no Chile Washington

Em 15 de setembro de 1970, durante uma reunião de 20 minutos, o presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, deu ordem para impedir que o líder socialista eleito do Chile, Salvador Allende, assumisse o poder, segundo documentos publicados nesta terça-feira pelo National Security Archive.

Após 50 anos, documentos apontam ordem de Nixon para derrubar Allende no Chile -

"A opção extrema: derrubar Allende" é o título deste conjunto de relatórios desclassificados, que são o anexo de um estudo de segurança nacional que analisou vantagens e desvantagens de um golpe militar no Chile. Esse "roteiro", que terminou com o golpe de 11 de setembro de 1973, foi concluído em meados de agosto de 1970, ou seja, antes do triunfo eleitoral de Allende. O arquivo inclui memorandos dos funcionários envolvidos, incluindo o então diretor da CIA, Richard Helms.

"O memorando enigmático de Helms sobre a conversa com Nixon continua sendo o único registro de um presidente americano ordenando um golpe secreto para derrotar um líder eleito", ressaltou o grupo de estudos baseado em Washington. Documentos selecionados antes da reunião traçam a "gênese desta diretriz presidencial".

"Esses documentos traçam um roteiro para o golpe planejado pelos Estados Unidos", explicou Peter Kornbluh, que dirige o projeto de documentação no Chile e é o autor do livro "Pinochet: Os Arquivos Secretos". Segundo o pesquisador, a reunião de 15 de setembro no Salão Oval marca "o primeiro grande passo para minar a democracia no Chile e apoiar o advento de uma ditadura militar". - Oposição no Departamento de Estado -Após a eleição de Allende, em 4 de setembro de 1970, os Estados Unidos debateram entre dois cenários "a fórmula Frei", que contava com o ex-presidente do Chile Eduardo Frei "para dar conta do golpe".

Essa opção foi descartada depois que a embaixada e a CIA concluíram que não poderiam contar com Frei. De acordo com o National Security Archive, a alternativa foi a "fórmula do caos", com objetivo criar um "clima de golpe" para dar aos militares o pretexto de tomar o poder. "Um número significativo de agentes da CIA, embaixadas e funcionários do Departamento de Estado" se opôs aos planos, observou o National Security Archive.

O plano chegou a ser considerado "pouco realista, sujeito ao fracasso e diplomaticamente perigoso, observando que os riscos de exposição superariam os ganhos potenciais para os interesses dos EUA".

A divisão latino-americana do Departamento de Estado se opôs formalmente à derrubada de Allende, declarando que "a exposição a um golpe malsucedido implicaria um custo proibitivamente alto para as relações com o Chile, com o hemisfério e com o resto do mundo". Até mesmo os assessores do conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, Henry Kissinger, expressaram relutância. O embaixador dos EUA em Santiago, Edward Korry, advertiu que estava "convencido" de que os EUA poderiam provocar um golpe, mas que não se deveria correr o risco de ter "outra Baía dos Porcos", em referência à fracassada invasão de Cuba.

"O que estamos propondo é uma violação flagrante de nossos próprios princípios", disse o vice de Kissinger, Viron Vaky. Kornbluh disse à AFP que "esses documentos fornecem um rastro de papel cumulativo que expõe uma das operações mais vergonhosas e desacreditadas nos anais da política externa dos EUA, a promoção de um golpe de Estado preventivo no Chile".

"Esses documentos são um lembrete nítido e doloroso de que tentar mudar o regime é um objetivo ilegítimo, custoso e contraproducente", concluiu Kornbluh. A derrubada de Allende, que morreu sitiado no palácio La Moneda em chamas após os bombardeios da Força Aérea no dia do golpe, deu lugar a 17 anos de ditadura de Augusto Pinochet, que deixou mais de 3.200 mortos e desaparecidos.

Fonte: Instituto Humanitas Unisinos – IHU
 
+ Clipagem

Brasil vive apagão estatístico sobre mercado de trabalho - Sem dados de IBGE, Caged e seguro-desemprego, país pode ficar sem saber dano do coronavírusFernanda Brigatti

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br