Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

A vida dos justos e dos bons é feita mais de renuncias do que de conquistas.
Assis Brasil
21/02/2020

ZH PUBLICA ARTIGO DO PRESIDENTE DA AGITRA

ARTIGO

O FUTURO DO TRABALHO

Em O Futuro do Trabalho, editado em meados dos anos 1980, Domenico de Masi revisita o passado e projeta o futuro no que tange aos avanços tecnológicos e seus impactos sociológicos relacionados ao trabalho. Na verdade, grande parte da projeção de futuro do sociólogo italiano é o presente que vivemos. O avanço tecnológico é, sim, poupador de mão de obra. Os novos postos que se criam em função das novas tecnologias são em menor número e exigem, sim, maior qualificação. Teremos, e já está acontecendo, uma transferência radical de colocação de mão de obra para o setor de serviços, especialmente entretenimento e lazer.

As pessoas terão mais tempo para convivência familiar, nos bairros. A própria organização das cidades, dos setores industriais, comerciais e de serviços serão alteradas, em função dessas mudanças. Embora alguns solavancos neste percurso, como o aquecimento global, a poluição e a eventual inadaptação setorial a esses novos processos, ao cabo, e não só De Masi pensa assim, chegaremos a uma situação em que teremos condições de remunerar e alimentar dignamente toda a população da Terra. Estaremos então próximos de praticar em sua plenitude o que o autor chama de "ócio criativo", uma situação em que trabalhamos, aprendemos e nos divertimos, tudo ao mesmo tempo.

A questão a se resolver, então, e nenhum autor tem soluções, ou prefere não discutir esta questão, é a que diz respeito às desigualdades econômicas e sociais, a distribuição da renda. E, é inevitável assim pensar, os mais ricos, os detentores do capital, é que terão de ceder mais. Dos menos favorecidos é que não podemos exigir mais sacrifícios. No Brasil de hoje, assolado por desigualdades profundas, corrupção sistêmica, crise política e econômica, beira o escárnio algumas soluções encontradas. As reformas aprovadas, trabalhista e previdenciária, embora reconhecendo a necessidade de reformas, constituem um exemplo clássico do que tentamos mostrar, com efeitos nefastos para os menos favorecidos.

As notícias e estatísticas recentes corroboram o que afirmamos. Caminhamos, infelizmente, com tais medidas, para um acirramento inevitável das relações sociais, aprofundando o fosso entre os mais ricos e os mais pobres. Os sinais são evidentes. Junte-se a tal a monumental crise institucional que enfrentamos e temos aí o caldo de cultura para uma ruptura profunda. É isso o que queremos?

Presidente do Sindicato dos Auditores Fiscais do Trabalho no Estado do Rio Grande do Sul - Agitra Sindical

RENATO B. FUTURO

Fonte: zh - 20 DE FEVEREIRO
 
+ Clipagem

Brasil vive apagão estatístico sobre mercado de trabalho - Sem dados de IBGE, Caged e seguro-desemprego, país pode ficar sem saber dano do coronavírusFernanda Brigatti

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br