Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

O sabio que tudo sabe é aquele que sabe que nada sabe.
Platão
18/09/2019

Garimpeiros contam que cobraram de Onyx e Salles punição a fiscais do Ibama e do ICMBio

Em áudios vazados, garimpeiros contam que cobraram de Onyx e Salles punição a fiscais do Ibama e do ICMBio

Durante fiscalização ambiental do Ibama, do ICMBio e da Força Nacional, agentes ambientais queimaram máquinas usadas para desmatar floresta, conforme prevê legislação

Os ministros Onyx Lorenzoni e Ricardo Salles (Arquivo)

Por Redação

Reunidos fora da agenda com os ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), e do Meio Ambiente, Ricardo Salles (Novo), garimpeiros do Pará cobraram punições a fiscais do Ibama e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) que, seguindo a legislação, destruíram máquinas usadas para praticar crimes ambientais durante fiscalização realizada entre o final de agosto e o início de setembro.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Nas agendas oficiais de Lorenzoni e Salles o encontro com garimpeiros não aparecia. Na programação de Salles a conversa não existiu, enquanto na de Lorenzoni havia um compromisso sobre o Pará com representantes do governo e o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), segundo Rubens Valente, da Folha. Pelas redes sociais circulou um áudio em que os representantes do garimpo relatam que pressionaram os ministros para punir agentes ambientais, que afirmaram que pretendem tomar ações junto a Polícia Federal.

Veja também: Senado tenta colocar em pauta projeto que flexibiliza prestação de contas de partidos e abre brecha para caixa 2

“Nós precisamos com urgência de, no prazo de uma semana, apresentarmos ações que foram feitas de forma truculenta, arbitrária, onde destruíram maquinários ao arbítrio, fora da lei. Gente, quem tiver alguma ação me passe por favor, precisamos apresentar isso. Ministro exigiu [isso] na mão para abrir sindicância contra os agentes. […] Eles vão tomar, junto com a Polícia Federal, ação com relação a isso, contrário [a] aos atos arbitrários”, disse o advogado Fernando Brandão em uma das mensagens vazadas.

Outro garimpeiro disse que o governo está comprometido em “rever legislação. “Mostramos a nossa causa, as nossas reivindicações. […] O que eles nos pediram foi um prazo de uma semana para poder rever a lei em questão da queimada de máquinas e mostrar uma solução para nós, para a nossa legalização de áreas de Flonas [florestais nacionais], de APAs [áreas de proteção] e de reservas indígenas. Então no dia 2 está marcada uma nova audiência em Brasília, às 10h da manhã, e eles vão mostrar para nós as soluções para poder mudar essa vida nossa aí, beleza?”, contou.

Veja também: Com medo de protestos, Bolsonaro deve fugir da ONU

O grupo que se reuniu com Salles e Lorenzoni é o mesmo que tem imposto barricadas na BR-163 desde uma fiscalização do Ibama, ICMBio e Força Nacional que flagrou a invasão da Floresta Nacional do Crepori, uma área de conservação ambiental federal criada em 2006, protegida pelo Instituto Chico Mendes. Seguindo legislação aplicada desde 2008, os agentes colocaram fogo em duas retroescavadeiras e vários motores usados para desmatar a floresta. Segundo o Serviço Florestal Brasileiro, a Crepori possui 742.197 hectares.

 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br