Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Aquele que já não é teu amigo, nunca o foi realmente.
Aristóteles
14/08/2019

Estudantes realizam protestos em todo o país em defesa da Educação

Entidades estudantis como a União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), realizam nesta terça-feira (13), a terceira mobilização do ano em defesa da Educação. As palavras de ordem são: contra o bloqueio de verbas na Educação, contra o projeto "Future-se" do governo Bolsonaro que representa a privatização do ensino e a reforma da Previdência.

Com criatividade e irreverência, o protesto conta com bloqueios de ruas, aulas-públicas nas ruas e praças, encenações teatrais, muitas faixas, cartazes e máscaras, além de paralisações em escolas públicas, universidades e técnicas.

Até essa tarde, segundo as entidades, as manifestações ocorrem em aproximadamente 50 cidades de todas as unidades da Federação. Á tarde e no fim da noite devem ocorrer as maiores manifestações nos grandes centros urbanos, como Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre e Paraná.

Confira os atos nas cidades:

Aula pública e ato em Sorocaba-SP. Fotos: @vinish3d

Em São Carlos-SP, na luta pela Educação começou bem cedo.

Em Salvador-BA: Tira a tesoura da mão e investe na educação! Fotos: Cuca da UNE

Em Gravatá-PE, professores se uniram aos estudantes no ato pela Educação e contra a reforma da Previdência.

Segmentos da Universidade Federal de Santa Maria-RS unidos em panfletagem no arco de entrada do campus contra os cortes da educação. Contra o "Future-se" que entrega universidades ao mercado. Foto: Wilson Júnior

Em Brasília-DF, professores, estudantes e servidores públicos se juntaram às mulheres indígenas no protesto que em Marcha lutam em defesa da preservação da Amazõnia e pela continuidade da política de demarcação de terra.

A deputada federal (PCdoB-RJ), Jandira Feghali, líder da Minoria na Cãmara elogiou a luta dos estudantes contra o retrocesso imposto do governo Bolsonaro. Segundo ela, enquanto houver estudantes mobilizados, nas ruas, hà possibilidade de barrar o retrocesso.

Foto: Richard Silva/ PCdoB na Câmara

Como PCdoB e como líder da Minoria na Câmara dos Deputados, Jandira levou sua solidariedade à manifestação. "Todo nosso apoio, toda nossa solidariedade ao movimento".

"Nós queremos cada vez mais liberdade, mais educação, mais ciência, mais Brasil forte. Cada vez mais nós vamos dizer o que queremos e o que nós somos. Esse Brasil profundo vai se levantar e nós não vamos aceitar o Brasil pequeno que eles querem que nós sejamos, não somos mais colônia, somos um Brasil com potencial maior", disse Jandira Feghali.

Paz sem palavra é medo

A liderança comunista concluiu dizendo chega de retrocesso. "Nós não temos medo, nós temos coragem. Chega Bolsonaro!".

Confira o vídeo com a fala da parlamentar comunista:

Ainda em Brasília, representante do Movimento Negro, Iêda Leal expressa apoio à marcha das indígena no gramado do Congresso Nacional. (Foto: Richard Silva/ PCdoB na Câmara).

Com cerca de 10 mil pessoas, a manifestação começou cedo na Praça da República, em Belém do Pará. "Estamos aqui na Mobilização Nacional da Educação com ampla participação da juventude em defesa da educação pública, do emprego e contra essa reforma da previdência que acaba com a nossa aposentadoria", diz Cleber Rezende, presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, seção do Pará (CTB-PA).

À tarde

Na Avenida Paulista, em São Paulo, a manifestação, marcada para as 17 horas, começou no meio da tarde com a concentração no Masp. O presidente da UNE, Iago Montalvão e o presidente da Ubes, Pedro Gorki chegaram no fim da tarde para engrossar o coro dos estudantes. Em São Paulo, os estudantes prestam homenagem ao líder do movimento estudantil, morto pela ditadura Fernando Santa Cruz.

Fotos: Karla Boughoff /Cuca da UNE.

UNE nas ruas

Iago Montalvão, recentemente empossado presidente da UNE, fez uma declaração na concentração do protesto na Avenida Paulista e fez um balanço parcial da manifestação em todo o país. Segundo ele, já são mais de 100 mil manifestantes em mais de 50 cidades desde as primeiras horas do dia. "Hoje o dia começou bem", disse Iago. "Agora à tarde começam outros grandes atos".

O estudante da USP disse que o objetivo dos protestos é mostrar que os estudantes do país são contra as ações do governo de desmonte das universidades públicas e institutos federais e convocam todos a se manterem mobilizados.

"Não vamos aceitar os cortes na Educação, os ataques à democracia brasileira, à ciência e ao meio ambiente que esse governo tem feito. Vamos continuar nas ruas enquanto as universidades não receberem de volta o seu dinheiro. As instituições podem parar o mês que vem, as bolsas estão sendo cortadas, a pesquisa está sendo paralisada, isso não pode acontecer com a nossa Educação e nem com o nosso país. A gente está na luta!, ressaltou o presidente da UNE.

Vejam as imagens da concentração no vão do Masp, tiradas às 15 horas:

Fotos: Maiakovski Pinheiro / UBES

No Rio de Janeiro, às 15h30 já está começando a concentração da Universidade Federal Fluminense em Niterói - RJ. | Vejam abaixo. | Fotos: Rebeca Belchior

Em Florianópolis-SC, a manifestação teve início no começo da noite. Imagem abaixo:

Fonte: Vermelho
 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br