Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

O sábio persegue a ausência da dor, e não o prazer.
Aristóteles
17/07/2019

Frigorífico Kroth (Venâncio Aires) firma acordo com MPT e pagará R$ 400 mil por danos morais coletiv

Frigorífico Kroth (Venâncio Aires) firma acordo com MPT e pagará R$ 400 mil por danos morais coletivos

Frigorífico formalizou compromisso de adequar meio ambiente de trabalho; valor será revertido para projetos sociais de órgãos públicos e entidades beneficentes sem fins lucrativos da região

O frigorífico Kroth (Família Kroth Indústria e Comércio de Carnes Ltda.), de Venâncio Aires, firmou, nesta segunda-feira (15/7), termo de ajuste de conduta (TAC) com o Ministério Público do Trabalho (MPT) em Santa Cruz do Sul. O frigorífico se comprometeu a adequar aspectos de Saúde e Segurança do Trabalho, tendo sido fixado cronograma de prazos para comprovação das adequações. Também foi definida indenização de R$ 400 mil, a título de dano moral coletivo, em razão das graves irregularidades detectadas.

A planta foi objeto da 53ª operação da força-tarefa dos frigoríficos gaúchos, em junho, quando alguns de seus setores e serviços foram interditados por iminente risco à segurança dos empregados. A discussão do TAC foi iniciada a partir de audiência realizada com a direção do frigorífico, após o término da operação.

O descumprimento das obrigações formalizadas com o TAC ensejará a incidência de multa mensal de R$ 10 mil por item descumprido, acrescida de R$ 500 por trabalhador prejudicado, com limitação de R$ 1 milhão a cada constatação de irregularidade. A indenização de R$ 400 mil e as multas eventualmente cobradas serão destinadas a projetos sociais de órgãos públicos e entidades sem fins lucrativos da região, ou, alternativamente, ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Firmaram o documento os procuradores do MPT Priscila Dibi Schvarcz, vice-coordenadora estadual da Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho (Codemat), e Márcio Dutra da Costa, do MPT em Santa Cruz do Sul e responsável pelo inquérito civil no qual é acompanhada a regularização do frigorífico.

Entre as irregularidades objeto do TAC, estão aspectos de Ergonomia, como amplitude de movimentos, apoio de pés, assentos, rodízio de funções, peso de caixas e bacias, movimentação manual de cargas, distâncias de alcance; segurança de máquinas; uso de equipamentos de proteção individual (EPIs); conforto térmico e acústico; segurança de piso; trabalho em espaços confinados; subnotificação de acidentes de trabalho; além de correta elaboração do Programa de Prevenção dos Riscos Ambientais (PPRA), análise de risco e inventário das máquinas. As principais Normas Regulamentadoras (NRs) descumpridas são a nº 12 e a 36, esta última voltada especificamente ao trabalho em abatedouros e frigoríficos.

Frigorífico

A empresa abate 291 bovinos por dia. Os setores de abate e desossa operam das 5h45min às 15h30min, o quarteio das 13h às 20h30min e a desossa (2º turno) e a expedição das 16h30min às 2h.

A força-tarefa dos frigoríficos gaúchos, iniciada em 2014, beneficiou cerca de 41 mil empregados (82% do conjunto dos trabalhadores no setor, estimado em 50 mil). Interdições de máquinas e atividades paralisaram 16 plantas (sendo uma por duas vezes) em vistorias com participação da Subsecretaria de Inspeção do Trabalho do Ministério da Economia. A ação integra o Programa do MPT de Adequação das Condições de Trabalho nos Frigoríficos. O projeto visa à redução das doenças profissionais e de acidentes do trabalho, identificando os problemas e adotando medidas extrajudiciais e judiciais.

 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br