Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

A vida dos justos e dos bons é feita mais de renuncias do que de conquistas.
Assis Brasil
16/05/2019

Estudantes protestam em 198 cidades e Bolsonaro enfrenta maior ato contra governo

Ministro esclareceu cortes na Câmara

UNE convoca novo ato para 30 de maio

Veja fotos e assista a vídeos dos atos

Protestos contra o corte no orçamento da educação foram realizados nesta 4ª feira (15.mai.2019) em todos os 26 Estados e no Distrito Federal. Ao menos 198 cidades tiveram manifestações.

Com pouco mais de 5 meses no poder, esta foi a 1ª onda de manifestações contra o governo do presidente Jair Bolsonaro.

Os Estados com mais cidades em que há relatos de protestos são: São Paulo, Minas Gerais e Bahia. São Paulo tem 24 cidades com manifestações; Minas, 21; e Bahia, 12.

A UNE (União Nacional dos Estudantes) convocou nova mobilização nacional para o dia 30 de maio.

Receba a newsletter do Poder360

todos os dias no seu e-mail

seu e-mail

Eis o número de manifestantes estimado em algumas cidades. Dados dos membro organizadores:

Curitiba: 20 mil;

Brasília: 50 mil;

Campo Grande: 10 mil;

Aracajú: 27 mil;

Salvador: 50 mil;

Fortaleza: 100 mil.

Em Brasília, o repórter fotográfico do Poder360, Sérgio Lima, acompanhou e registou o ato na Esplanada dos Ministérios. Veja fotos.

O QUE DIZ BOLSONARO

Em resposta aos atos, o presidente criticou os estudantes que protestam contra o bloqueio dos recursos nas universidades e os chamou de “idiotas úteis” e “massas de manobra”.

“A maioria ali é militante. Se você perguntar a fórmula da água, não sabe, não sabe nada. São uns idiotas úteis que estão sendo usados como massa de manobra de uma minoria espertalhona que compõe o núcleo das universidades federais no Brasil”.

Nesta 4ª feira (15.mai.2019), o ministro da Educação prestou esclarecimentos no plenário da Câmara dos Deputados sobre o corte no orçamento de universidades. O ministro negou o corte e disse que ensino superior foi contigenciado por bater meta.

Em sua apresentação inicial, Weintraub disse que as prioridades do governo são o Ensino Médio, a pré-escola e a creche: “Destaque para a creche, estamos muito atrás das metas que os senhores, que o Congresso, apresentou à nação”

 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br