Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Os patrões comentam idéias, os servos comentam pessoas.
Oscar Wilde
14/03/2019

Coletivo de mulheres lança movimento contra flexibilização de armas no Brasil

Campanha #armadasdeinformação chama a atenção para as consequências do decreto de Bolsonaro que facilita a posse de armas de fogos, como o aumento da violência

por Redação RBA publicado 13/03/2019 14h37

FERNANDO FRAZÃO/EBC

Feminicídio protesto

Entidades analisam que flexibilização da posse de armas levará a um aumento nos casos de feminicídio

São Paulo – Um conjunto de organizações feministas e de luta pelos direitos humanos lançou, nesta semana, a campanha "Armadas de informação", a fim de denunciar o alto índice de feminicídio e se posicionar contra o decreto assinado em janeiro pelo presidente Jair Bolsonaro que flexibiliza a posse de armas no Brasil. O Instituto Patrícia Galvão, a Marcha das Mulheres Negras de São Paulo, o Blogueiras Negras, a Mídia Índia, a Ação Educativa e o Nós, Mulheres da Periferia defendem que a facilitação do acesso às armas de fogo pode levar ao aumento da violência contra a mulher.

Para chamar atenção quanto as consequências do decreto, as entidades desenvolveram peças de comunicação com dados e informações para serem distribuídas pela #armadasdeinformação. A proposta é que toda a população possa interagir e compartilhar o conteúdo pelas redes sociais, contribuindo ainda com relatos de modo a ampliar a ação para fora do ambiente online, alcançado outras mulheres.

Coordenadora da Marcha das Mulheres Negras, Cinthia Gomes explica à repórter Ana Rosa Carrara, da Rádio Brasil Atual, que a campanha também trata da participação dos homens. "A gente se preocupou em fazer peças educativas para que os homens saibam que atitudes que eles têm, muitas vezes, são qualificadas como violência de gênero", afirma Cinthia.

 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br