Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Jamais culpe o seu próximo antes de ter estado em seu lugar.
O Talmude
12/02/2019

Governo começa a enfrentar primeiras reações contra Reforma Previdenciária

O funcionalismo público federal já começa a se mobilizar contra o modelo de reforma previdenciária que vem sendo divulgado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. As categorias marcaram presença, ontem, no Congresso Nacional, e articularam o relançamento, para o próximo dia 20, da ‘Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência’, formada por deputados, senadores, além de representantes dos servidores e da sociedade em geral.

Guedes propõe um sistema de capitalização — que funciona como uma poupança individual — da Previdência. Ele aponta ainda uma economia de R$ 1 trilhão no período de 10 anos com as medidas previstas na Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que será entregue ao Parlamento.

Defensor declarado do projeto, o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), já declarou que espera conseguir a quantidade de votos necessários em pelo menos dois meses. Se isso de fato ocorrer, o texto vai logo depois ao Senado — se, nesta Casa, o governo também tiver maioria, a reforma pode sair do papel em três meses.

E na tentativa de frear esse avanço, diversas entidades representativas dos servidores se unirão às do setor privado, promovendo ações até a data de reabertura da Frente. A ideia é levantar números e contra-argumentar o Executivo usando, principalmente, o relatório da ‘CPI da Previdência’. O documento apontou que o sistema previdenciário é superavitário, e que o problema está na destinação das contribuições dos trabalhadores.

Definições

A primeira reunião para organizar a reabertura da Frente foi comandada ontem, na Câmara, pelo presidente da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip), Floriano Martins de Sá Neto. Esteve presente o senador Paulo Paim (PT-SP), que foi coordenador da Frente por dois anos, e o deputado Bohn Gass (PT-RS) — que provavelmente assumirá o grupo este ano.

Poderes unidos

Secretário-geral da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Federal (Condsef), Ronaldo da Silva disse que o funcionalismo está organizando, com trabalhadores do setor privado, “trincheira contra o desmonte da Previdência”. Ele informou que, no dia 17, entidades dos servidores do Legislativo, Executivo e Judiciário vão estudar estratégias a serem apresentadas na reabertura da frente.

Argumento: CPI da Previdência

“Infelizmente, no Brasil, parece ser crime ter direitos. É inadmissível que queiram fazer a sétima reforma em 30 anos. Vamos reagir mostrando que os erros estão nas fraudes e sonegações de quem arrecada e não repassa para a Previdência Social”, declarou Ronaldo. Segundo o dirigente da Condsef, os trabalhadores do serviço público vão “ratificar, com dados, a constatação da CPI da Previdência”.

PEC do Temer aproveitada?

A ideia de parlamentares contra a reforma e dos trabalhadores que acompanharão os trabalhos da Frente é conseguir uma mobilização no Congresso capaz de retardar a tramitação da proposta. Aliás, entre a base aliada do governo, houve a defesa de que uma nova proposta fosse apensada à PEC do Temer. Seria uma forma de agilizar o andamento do projeto, mas, por ora, isso está descartado.

Fonte: O Dia

 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br