Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

O sábio persegue a ausência da dor, e não o prazer.
Aristóteles
26/11/2018

Bolsonaro já nomeou 12 ministros e pode concluir Esplanada nesta semana

Intenção é ter menos de 20 pastas

Ainda indicará presidentes de estatais

Jair Bolsonaro quer concluir as indicações para os seus ministérios até o fim do mês

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), pode completar nos próximos dias as indicações para compor a Esplanada no futuro governo, que começará a partir de 1º de janeiro de 2019. Até esta 2ª feira (26.nov.2018) 12 nomes já haviam sido anunciados para chefiar ministério.

Neste domingo (25.nov), Bolsonaro reafirmou que pretende anunciar todos os nomes do 1º escalão até o fim de novembro.

Receba a newsletter do Poder360

todos os dias no seu e-mail

seu e-mail

Até esta 2ª feira (26. nov. 2018), haviam sido assegurados:

Paulo Guedes (Economia);

Onyx Lorenzoni (Casa Civil);

Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública);

general Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional);

Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia);

Tereza Cristina (Agricultura);

general Fernando Azevedo e Silva (Defesa);

Ernesto Araújo (Relações Exteriores);

Wagner Rosário (Controladoria-Geral da União);

Luiz Henrique Mandetta (Saúde);

Gustavo Bebianno (Secretaria Geral da Presidência);

Ricardo Vélez Rodríguez (Educação).

Durante a campanha, Bolsonaro afirmou o desejo de ter uma Esplanada com cerca de 15 pastas. Após a eleição, citou a possibilidade de ter 17. Mas, agora a equipe de Bolsonaro trabalha com a meta de manter até 20 ministérios.

Além dos nomes para os ministérios foi anunciado o nome de André Luiz de Almeida Mendonça para assumir a AGU (Advocacia Geral da União), que deve perder status de ministério.

Bolsonaro também confirmou o nome do diretor do Santander Roberto Campos Neto como presidente do BC (Banco Central). Atualmente, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, tem status de ministro. Campos Neto provavelmente não terá.

Os próximos dias serão de articulação para definir o comando das pastas que restam. Faltam nomes importantes como os próximos titulares da Infraestrutura, Minas e Energia, Integração Nacional e Cidadania.

Eis os integrantes da Esplanada já divulgados:

EQUIPE ECONÔMICA

A equipe do superministro da Economia, Paulo Guedes, também está em formação. Na última semana, postos-chave foram preenchidos: Rubem Novaes comandará o Banco do Brasil, Pedro Guimarães ficará na Caixa Econômica e Carlos Von Doellinger chefiará o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, seguirá no cargo. Neste sábado (24.nov), Guedes anunciou Carlos Alexandre da Costa, que já está no governo de transição, como possível secretário de produtividade. Na 6ª (23.nov), o futuro ministro já havia anunciado o empresário Salim Mattar para o comando da secretaria geral de desestatização.

Também foram confirmadas as indicações do ex-ministro da Fazenda Joaquim Levy para chefiar o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e de Roberto Castello Branco na Petrobras. Ainda faltam indicações para a presidência de grandes estatais, como Eletrobras e Correios, entre outras.

Autores

PODER360 enviar e-mail para Poder360 Poder360

Gostou?

Leia mais sobre

1 ano de governo

AGU

Banco Central

BNDES

Eletrobras

Esplanada

Governo

ministério da Economia

Paulo Guedes

Petrobras

Recomendadas

Mais de 96% das vagas do Mais Médicos já foram preenchidas

Bolsonaro rebate Mandetta e diz ser contra Revalida para formados no Brasil

Escola Sem Partido traz risco para o governo e é oportunidade para a oposição

Bolsonaro participa de 2º encontro com militares neste fim de semana

Paulo Guedes diz que Carlos da C

 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br