Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Nossos pensamentos, conforme forem bons ou maus, podem nos conduzir ao paraíso ou ao inferno; isso não acontece nem no céu nem embaixo da terra, mas aqui, nessa vida.
Lucy Malory
04/09/2018

TRAGÉDIA NO MUSEU FOI CAUSADA PELO DESASTRE FISCAL DE TEMER E MEIRELLES

A tragédia foi anunciada; o Museu Nacional tomado pelo fogo com suas mais de 20 milhões de peças de arte completou 200 anos em 6 de junho à míngua, com salas interditadas e uma lista infindável de obras de manutenção a serem feitas; tentativas de arrecadação pela direção do Museu foram feitas para minimizar o avanço dos danos estruturais, que iam desde cupim a infiltrações; o desastre fiscal de Temer e Meirelles aprofundou a crise financeira do maior e mais importante Museu do país, agora consumido pelas chamas

3 DE SETEMBRO DE 2018 ÀS 08:07 // INSCREVA-SE NA TV 247 Youtube

247 - A tragédia foi anunciada. O Museu Nacional tomado pelo fogo com suas mais de 20 milhões de peças de arte completou 200 anos em 6 de junho à míngua, com salas interditadas e uma lista infindável de obras de manutenção a serem feitas. Tentativas de arrecadação pela direção do Museu foram feitas para minimizar o avanço dos danos estruturais, que iam desde cupim a infiltrações. O desastre fiscal de Temer e Meirelles aprofundou a crise financeira do maior e mais importante Museu do país, agora consumido pelas chamas.

PUBLICIDADE

A situação dramática do Museu Nacional já vinha sendo noticiada pela imprensa. Antes de seu bicentenário, alertava-se para o fato de que 10 de suas 30 salas de exposição estavam fechadas, incluindo algumas das mais populares, como a que guarda um esqueleto de baleia jubarte e a do Maxakalisaurus topai —o dinoprata, primeiro dinossauro de grande porte já montado no Brasil.

Para reativar a sala, interditada após um ataque de cupins, o museu armou uma campanha de financiamento coletivo na internet, no ar até 4 de junho que chegou a arrecadar R$ 40 mil (a meta era de R$ 50 mil).

O volume de obras liberadas para visitação era de menos de 1% do acervo —que tem cerca de 20 milhões de objetos. Entre os principais itens, o meteorito do Bendegó, o maior já encontrado no país, e a coleção de múmias egípcias, a primeira das Américas.

A decadência física do prédio era visível para os visitantes, que pagavam R$ 8 pelo ingresso inteiro. Muitas de suas paredes estavam descascadas, havia fios elétricos expostos e má conservação generalizada.

O colunista do 247, Daniel Saman, destaca em seu Facebook que o incêndio que consumiu o mais importante Museu o país é resultado da política de desmonte do Estado brasileiro. Ele aponta a emenda Constitucional 95 como responsável pelo aprofundamento da crise no Museu:

“O incêndio do Museu Nacional da UFRJ na Quinta da Boa vista, no Rio de Janeiro, é uma tragédia sem precedentes.

Este é o resultado da política de desmonte do Estado brasileiro a partir da aprovação da maldita Emenda Constitucional 95, que interrompe os investimentos nas áreas sociais, dentre elas, Educação, Ciência e Tecnologia por 20 anos. Neste ano (2018), o corte de verbas só para o Museu Nacional foi da ordem de 85%.

Perde a Academia, perde a Ciência, perde a Memória, perde a Educação, perde a Cultura, perde o Brasil.

Não foi acidente. Trata-se da aplicação de um projeto político.”

Fonte: Brasil247
 
+ Clipagem

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

Vladimir Safatle alerta para o fim do emprego - Nunca na história da República o Congresso Nacional votou uma lei tão contrária aos interesses da maioria do povo brasil

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br