Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

A compaixão em relação aos animais é tão intimamente ligada à bondade que se pode em verdade dizer que ninguém é verdadeiramente bom se for cruel com os animais. A compaixão em relação aos animais vem da mesma fonte que a compaixão em relação às pessoas.
A. Schopenhauer
17/05/2018

Anamatra dialoga com deputados Ronaldo Nogueira e Vicente Cândido em sua sede

Fundo de Modernização do Poder Judiciário é um dos temas tratados

A Anamatra recebeu, ontem, em sua sede, visita de dois parlamentares: o deputado Ronaldo Nogueira (PTB/RS), presidente da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados, e o deputado Vicente Cândido (PT/SP). Pela Anamatra, receberam os parlamentares o presidente, Guilherme Feliciano, a vice-presidente, Noemia Porto, o diretor de Prerrogativas e Assuntos Jurídicos, Paulo Boal, o diretor de Prerrogativas e Assuntos Jurídicos, Luiz Colussi, e o juiz Felipe Calvet, membro da Comissão Legislativa.

A reunião com o deputado Ronaldo Nogueira centrou-se na importância do Projeto de Lei nº 6786/2016, proposta legislativa apresentada a partir de sugestão da Anamatra, que cria o Fundo de Modernização do Poder Judiciário da União. O Fundo é destinado a financiar as políticas e projetos de modernização de estruturas, processos e recursos humanos das Justiças da União. A proposta aguarda parecer de seu relator na CTASP, deputado Wolney Queiroz (PDT-PE).

O parlamentar ressaltou aos magistrados o seu reconhecimento acerca da importância dos juízes, da Justiça do Trabalho e do Poder Judiciário como um todo para a democracia brasileira. “O juiz e o Poder Judiciário precisam de uma atenção diferenciada por tudo o que representam”, defendeu Nogueira.

Ronaldo Nogueira também ressaltou o seu entendimento de que toda e qualquer mudança que venha ser feita na legislação trabalhista brasileira deva acontecer sem precarizar direitos e promovendo segurança jurídica. “Eu defendo publicamente a Justiça do Trabalho e qualquer tentativa de extingui-la é um retrocesso”, completou.

O presidente da Anamatra esclareceu ao parlamentar o entendimento da entidade de que “há um caminho para modernizar o Direito do Trabalho”, que certamente não é o da Lei 13.467/2017 (reforma trabalhista), mas passa pela realização de promessas constitucionais que não foram honradas no decorrer da história. Entre os exemplos apontados por Feliciano está a regulamentação do trabalho por plataformas digitais, da penosidade, da greve no serviço público, das regras contra despedida arbitrária, da proteção do mercado de trabalho da mulher, da proteção contra a automação, da proteção à intimidade do trabalhador, do fomento legal da prevenção e da precaução no meio ambiente do trabalho, entre outros.

Sobre o Fundo – O objetivo do fundo proposto pela Anamatra e apresentado pelo deputado Alessandro Molon (PT-RJ) por meio do Projeto de Lei nº 6786/2016, sem prejuízo de outras destinações deliberadas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), é incentivar a pesquisa, análise, desenvolvimento e aperfeiçoamento de sistemas e tecnologias, modernizar a gestão de pessoas, processos e materiais, investir na formação de juízes e servidores e celebrar convênios com entidades de ensino para projetos voltados à melhoria do Poder Judiciário, entre outros.

O texto também propõe que o Fundo seja constituído por depósitos cumulativos e intransferíveis de recursos permanentes, como dotações orçamentárias específicas, multas previstas no novo CPC (art. 77), resultados financeiros das aplicações dos recursos do fundo, entre outros.

Ações sociais e previdência complementar – Já no encontro com o deputado Vicente Cândido (PT/SP), tratou-se da possibilidade de parceria da Anamatra - envolvendo o programa “Trabalho, Justiça e Cidadania (TJC)” - em ações sociais que serão realizadas por clubes de futebol. (Clique aqui e saiba mais sobre o TJC).

Também foram discutidas a necessidade do elastecimento do prazo para migração ao regime que autoriza a adesão à Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Judiciário (Funpresp-Jud), previsto para o dia 28 de julho; e, para mais, a recomposição dos subsídios dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), conforme prevê o PLC 37/2016 (PL 2646/2015 na Câmara).

 
+ Clipagem

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

Vladimir Safatle alerta para o fim do emprego - Nunca na história da República o Congresso Nacional votou uma lei tão contrária aos interesses da maioria do povo brasil

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br