Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

É claro que meus filhos terão computadores, mas, antes disso, terão livros.
Bill Gates
07/02/2018

Bancada decide manter indicação de Cristiane Brasil para ministra do Trabalho, diz líder do PTB

O líder do PTB na Câmara, Jovair Arantes (GO) informou, nesta terça-feira, que a bancada do partido decidiu manter a indicação da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) para ministra do Trabalho (leia íntegra de nota da bancada ao final desta reportagem).

A deputada foi nomeada ministra pelo presidente Michel Temer, mas teve a posse impedida por decisão judicial em razão da ação de um grupo de advogados que questiona a "moralidade administrativa" da nomeação de alguém com condenação na Justiça do Trabalho. O governo argumenta que a prerrogativa da nomeação é do presidente da República e tenta reverter a proibição no Supremo Tribunal Federal (STF).

“Nós temos uma característica que é importante também deixar bem claro: nós não abandonamos companheiros feridos em uma batalha. Então, nós vamos até o fim”, afirmou Jovair Arantes.

Segundo o deputado, Cristiane Brasil foi indicada pela bancada do PTB, e a Justiça é que precisa dar solução para o impasse.

"Tem um problema que é da Justiça. A Justiça levantou um problema, e a Justiça é que tem que dar a solução”, afirmou Jovair Arantes, que acrescentou: “Ela continua sendo a indicada pelo PTB”.

À noite, a deputada Cristiane Brasil divulgou nota com o seguinte teor: "A deputada Cristiane Brasil agradece o apoio de sua bancada e aguarda respeitosamente a decisão da ministra Cármen Lúcia".

Nesta segunda-feira (5), após consultar todos os deputados do partido, o G1 informou que a maioria se manifestava pela manutenção da indicação.

O líder reafirmou a indicação um dia depois de o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, ter afirmado que a indicação da ministra estava mantida, contestando as especulações sobre uma eventual troca de nome para a pasta. “Nós não vamos solicitar que o PTB faça qualquer outra indicação”, declarou o ministro.

Nesta segunda-feira, a deputada Cristiane Brasil divulgou nota na qual afirmou que vem sofrendo “uma campanha difamatória” que busca impedir sua posse no ministério. “Peço, respeitosamente, à ministra Cármen Lúcia, que julgue o mais rápido possível essa questão”, declarou a deputada na nota.

Disputa judicial

Filha do presidente do PTB, a deputada foi nomeada para o cargo pelo presidente Michel Temer em 4 de janeiro. Desde então, começou a disputa judicial.

Um grupo de advogados obteve, na primeira instância da Justiça Federal, decisão que impediu a deputada de assumir a pasta.

Eles argumentam que a nomeação da filha de Roberto Jefferson contraria um dos princípios da administração pública, o da moralidade, previsto na Constituição – já que Cristiane Brasil sofreu condenações na Justiça do Trabalho.

A posse da deputada na pasta já foi adiada duas vezes – em 8 de janeiro, em decisão em primeira instância da Justiça Federal; e em 22 de janeiro, a partir da decisão da ministra Cármen Lúcia, do STF, que suspendeu decisão favorável à posse tomada pelo STJ.

Em meio à discussão judicial sobre a posse, a deputada apareceu em um vídeo, em um barco, ao lado de quatro homens, se defendendo das acusações.

No último fim de semana, o Fantástico mostrou um áudio da deputada, em uma reunião em 2014, em que ela pede aos subordinados para buscarem votos. A reunião ocorreu quando ela comandava a Secretaria Especial do Envelhecimento Saudável e da Qualidade de Vida, da Prefeitura do Rio de Janeiro.

“Se eu perder a eleição de deputada federal... Eu preciso de 70 mil votos. Eu fiz quase 30 (mil votos). Agora são 70 mil. No dia seguinte, eu perco a secretaria. No outro dia, vocês perdem o emprego”, diz a deputada na gravação.

Nota da bancada do PTB

Após reunião da bancada nesta terça-feira, o líder do partido na Câmara, Jovair Arantes, divulgou a seguinte nota:

NOTA À IMPRENSA

A Bancada do PTB na Câmara dos Deputados, após reunião realizada nesta terça-feira (6), reafirma o apoio à indicação da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) para ocupar o cargo de ministra do Trabalho.

Os deputados federais do partido consideram que a parlamentar tem a competência e as condições necessárias para comandar a pasta.

Também avaliam que o Poder Judiciário está interferindo em uma atribuição que é privativa do chefe do Poder Executivo federal, que é a indicação dos ministros de Estado, conforme prevê a Constituição Federal em seu art. 84, inciso I.

Por isso, aguardam a decisão da Justiça para concretizar a posse da ministra Cristiane Brasil, já nomeada pelo presidente Michel Temer.

Brasília, 6 de fevereiro de 2018.

Dep. Jovair Arantes

Líder do PTB na Câmara dos Deputados

Fonte: G1
 
+ Clipagem

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

Vladimir Safatle alerta para o fim do emprego - Nunca na história da República o Congresso Nacional votou uma lei tão contrária aos interesses da maioria do povo brasil

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br