Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

É claro que meus filhos terão computadores, mas, antes disso, terão livros.
Bill Gates
05/02/2018

Bancada do PTB vai se unir para propor nome alternativo ao de Cristiane Brasil

Diante do aumento do desgaste com a indicação de Cristiane Brasil (PTB-RJ) para o Ministério do Trabalho, que se arrasta há um mês, a bancada do PTB na Câmara pretende se unir para pressionar a direção da legenda, comandada pelo presidente nacional Roberto Jefferson, pai da ministra sub judice, a indicar outra pessoa para a pasta, de preferência um nome que represente a bancada.

Os deputados vão se reunir na tarde de terça-feira, na liderança do PTB, para deliberar sobre o tema. Na avaliação dos parlamentares, a pressão pela desistência do nome de Cristiane deve vir de forma coesa, para evitar retaliações de Roberto Jefferson, que é quem controla o Fundo Eleitoral, que será fundamental para custear as campanhas dos candidatos nas eleições de outubro.

Segundo cálculos da bancada, o PTB tem direito, para as eleições deste ano, a cerca de R$ 75 milhões da verba do fundo, e cada parlamentar poderá receber até R$ 2,5 milhões para arcar com os custos de suas campanhas. Por isso, acreditam que todo o cuidado é pouco na hora de expor a insatisfação com a insistência no nome de Cristiane Brasil.

— O Roberto tem o controle totalitário do Fundo Eleitoral, então quem seria louco de maltratar a filha dele abertamente? só quem não é candidato, porque todos os outros só pensam no dinheiro do fundo — afirmou um petebista, sob a condição do anonimato.

- A palavra do momento é retaliação. Por isso temos que tomar muito cuidado - disse outro deputado do partido.

PUBLICIDADE

Um dos insatisfeitos com o imbróglio envolvendo a quase ministra, o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) defende que a bancada do PTB aja unida:

— Temos que tomar uma posição de bancada, porque uns isoladamente ficam em posição de desvantagem em relação ao Roberto.

Segundo relatos de pessoas próximas, Roberto Jefferson está "muito abalado" com a situação da filha, e teme que, se ceder e abrir mão de sua indicação, possa "ferir mortalmente" o futuro político de Cristiane. Já a ministra, segundo esses interlocutores, não está tão abalada quanto o pai e insiste que deve assumir o Ministério do Trabalho.

 
+ Clipagem

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

Vladimir Safatle alerta para o fim do emprego - Nunca na história da República o Congresso Nacional votou uma lei tão contrária aos interesses da maioria do povo brasil

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br