Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Olhando de longe, tudo é belo.
Tácito
30/11/2017

Centrais pedem a Maia que votação da reforma da Previdência fique para 2018

Governo que aprovar reforma ainda neste ano, mas centrais sindicais dizem que, se votação for adiada, será possível 'esclarecer' as propostas.

Por G1, Brasília

29/11/2017 20h27 Atualizado há 11 horas

Representantes de centrais sindicais informaram ter pedido nesta quarta-feira (29) ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que a votação da reforma da Previdência Social fique para 2018.

Maia, porém, tem defendido que o texto seja, sim, colocado em votação ainda neste ano, desde que o governo tenha os votos necessários para aprovar a reforma.

A proposta foi enviada ao Congresso em dezembro do ano passado e chegou a ser aprovada na comissão especial em maio, mas, desde então, não avançou por falta de consenso.

Diante disso, o governo articulou com o relator, Arthur Maia (PPS-BA), uma versão enxuta da proposta. O objetivo é aprovar a reforma ainda neste ano, mas, mesmo com as mudanças, líderes preveem dificuldade para a aprovação.

"Todos falaram na mesma linha, no sentido de adiar [a votação] para o ano que vem para que nós tenhamos, nesse período, condições de sentarmos com o próprio presidente, com as centrais sindicais, num ambiente de debate", afirmou Ricardo Patah, presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), ao deixar o encontro com Maia.

"Nós pedimos que ele [Maia] adiasse a votação para que a gente tivesse mais um espaço de debate. Foi até sugerido que ele criasse aqui na Câmara um debate com as centrais sindicais para que a gente pudesse chegar no começo do ano talvez mais esclarecido sobre a Previdência", acrescentou em seguida o deputado Paulinho da Força (SD-SP), presidente da Força Sindical.

"A nossa missão aqui foi, na verdade, fazer um apelo ao presidente [Rodrigo Maia] para deixar essa votação da Previdência para o próximo ano", completou José Calixto Ramos, presidente da Nova Central Sindical.

Estratégias do governo

Segundo informou o colunista do G1 e da GloboNews Valdo Cruz, o presidente Michel Temer convocou para o próximo domingo (3) uma reunião com ministros, líderes de partidos da base e presidentes de legendas aliadas para definir as estratégias para aprovar a reforma ainda neste ano.

Ainda de acordo com o Blog do Valdo Cruz, a intenção do governo era tentar votar o primeiro turno da reforma entre os dias 5 e 6 de dezembro, mas o calendário é considerado muito apertado diante da realidade atual da contagem de votos.

Diante disso, a equipe de Temer já trabalha com a possibilidade de a votação em primeiro turno ficar para 13 de dezembro e a votação em segundo turno, para o dia 20.

Na avaliação de governistas, o governo corre o risco de não conseguir votar a reforma da Previdência ainda neste ano.

 
+ Clipagem

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

Vladimir Safatle alerta para o fim do emprego - Nunca na história da República o Congresso Nacional votou uma lei tão contrária aos interesses da maioria do povo brasil

FRENTE EM DEFESA DA DIGNIDADE DO TRABALHO NO FACEBOOK - Colegas.A AGITRA INTEGRA INTEGRA ESTA FRENTE EM DEFESA DA DIGNIDADE DO TRABALHO E TEM SEDIADO AS REUNIÕES PREPARA

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br