Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Perdoe os outros por muitas coisas, mas não perdoe a si mesmo por nada.
Publilius Syrus
10/07/2017

Sabotagem tirou o Brasil do caminho da inclusão

A política de inclusão social dos governo Lula e Dilma tiraram o Brasil do Mapa da Fome da ONU. Somente o programa Bolsa Família, reconhecido mundialmente com um dos mais bem-sucedidos já criados no mundo, retirou 36 milhões de pessoas da situação de extrema pobreza.

Lula e Dilma retiraram o Brasil do mapa da fome; agenda de reformas de Temer ameaçam recolocarLula e Dilma retiraram o Brasil do mapa da fome; agenda de reformas de Temer ameaçam recolocar O golpe de 2016 desviou o país dessa rota de desenvolvimento promovida por políticas públicas. O governo de Michel Temer colocou o Brasil no caminho do retrocesso, com a PEC do teto, congelando os investimentos públicos por 20 anos, e as reformas trabalhista e da previdência que retira direitos dos trabalhadores e eleva o desemprego e a precarização do trabalho.

"O Brasil estava no caminho da inclusão social e da redução da fome e da miséria, com programas sociais que são referência em todo mundo. Com a sabotagem promovida pelos golpistas e o golpe, o Brasil saiu desse caminho", enfatizou o ex-presidente Lula, ao comentar o retrocesso, por meio das redes sociais.

A notícia foi tratada em matéria do jornal O Globo deste domingo (9). De acordo com o jornal, apenas três anos depois de o Brasil sair do mapa mundial da fome da ONU, o país está prestes a voltar a ingressar essa lista.

Segundo especialistas, se forem mantidas as atuais tendências em relação à evolução dos indicadores sociais, o Brasil poderá não atingir as metas de sustentabilidade, por conta dos poucos avanços sociais e o retrocesso já constatado em algumas áreas como redução da pobreza e garantia da saúde.

A chamada Agenda 2030, será entregue às Nações Unidas na semana que vem, durante a reunião do Conselho Econômico e Social, em Nova Iorque.

Os técnicos chama a atenção para as mudanças no índice de Gini, indicador que retrata o nível de desigualdade em uma sociedade. “A curva de Gini até 2014 vinha em um processo mostrando redução da desigualdade. Em 2015 ele para e, em 2016, começa a crescer, mostrando que aumenta a desigualdade no país”, alertou o pesquisador do Ibase, Francisco Menezes.. Segundo ele, em 2014 o índice de Gini era 0,491 e subiu para 0,523 em 2016. Quanto mais próximo de zero, mais igualitário é o país.

No post, Lula citou a afirmação de Francisco Menezes, coordenador do Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase) e consultor da ActionAid, que participaram da elaboração do relatório. "Quando o país atingiu um índice de pleno emprego, na primeira metade desta década, mesmo os que estavam em situação de pobreza passaram a dispor de empregos formais ou informais, o que melhorou a capacidade de acesso aos alimentos. A exclusão de famílias do Bolsa Família, iniciada ano passado, e a redução do valor investido no Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA), que compra do pequeno agricultor e distribui a hospitais, escolas públicas e presídios, são uma vergonha para um país que trilhava avanços que o colocava como referência em todo o mundo", disse Francisco Menezes.

Do com informações de agências

Fonte: Portal Vermelho,
 
+ Clipagem

Vladimir Safatle alerta para o fim do emprego - Nunca na história da República o Congresso Nacional votou uma lei tão contrária aos interesses da maioria do povo brasil

FRENTE EM DEFESA DA DIGNIDADE DO TRABALHO NO FACEBOOK - Colegas.A AGITRA INTEGRA INTEGRA ESTA FRENTE EM DEFESA DA DIGNIDADE DO TRABALHO E TEM SEDIADO AS REUNIÕES PREPARA

Terceirização: Anamatra lamenta aprovação de PL que libera a prática em todas as atividades e pede v - Em nota, entidade pede que presidente da República teve o PL nº 4302/1998 A Associação Nacional dos Magistrados da

Centrais e Ministério do Trabalho criam grupo para aprimorar projeto que altera legislação trabalhis - Em reunião nesta sexta-feira, 20, o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, as seis centrais sindicais reconhecidas - CS

PEC 287/16: ANFIP e magistrados produzem nota conjunta contra reforma - O presidente da ANFIP, Vilson Antonio Romero, reuniu-se nesta quarta-feira (18), em Brasília, com representantes da Anam

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br