Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

A compaixão em relação aos animais é tão intimamente ligada à bondade que se pode em verdade dizer que ninguém é verdadeiramente bom se for cruel com os animais. A compaixão em relação aos animais vem da mesma fonte que a compaixão em relação às pessoas.
A. Schopenhauer
03/05/2016

Temer se reúne com Meirelles e equipe para analisar 'pauta-bomba' de Dilma

O vice-presidente Michel Temer se reúne na tarde desta segunda-feira com o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, cotado para ser ministro da Fazenda num eventual governo do peemedebista. Participarão ainda do encontro outros colaboradores diretos de Temer: o senador Romero Jucá (PMDB-RR), presidente nacional do partido; o ex-ministro Eliseu Padilha, cotado para a Casa Civil, e o presidente da Fundação Ulysses Guimarães, Moreira Franco. O encontro será às 16h, no Palácio do Jaburu. O vice, que estava no interior de São Paulo, volta a Brasília para analisar o que fazer diante do 'pauta-bomba' da presidente Dilma Rousseff e o impacto de novos gastos que ele poder herdar no futuro. Esse é o primeiro encontro de Temer com os principais nomes cotados para compor seu governo.

Temer e seus aliados já previam que a presidente Dilma usaria esses dias que antecedem à votação da abertura do processo do impeachment no Senado para lançar sua própria "pauta-bomba", ou seja, pacote de gastos que deixaria a conta para o peemedebista, caso ela seja afastada. O presidente do PMDB, senador Romero Jucá (PMDB-RR), vinha alertando que Dilma tomaria medidas. Há preocupação com novas propostas da petista.

Apesar das reações e críticas ao comportamento da presidente Dilma, Temer deverá absorver a manobra da petista, ou seja, manter o reajuste do Bolsa Família, também cogitado por ele. A correção das faixas do Imposto de Renda não foi considerada um problema, mas a criação de uma nova faixa pode se transformar em "bode na sala" e vir a causar polêmica. Mas a proposta, como o GLOBO revelou, será apresentada por projeto de lei, e pode vir a sofrer alterações no Congresso ou mesmo nem sequer ser votada.

Segundo interlocutores, seria muito impopular rever a medida do Bolsa Família. A irritação é com a "esperteza" de Dilma, ao lançar isso.

A estratégia é usar o discurso de desgastar a presidente, mostrando que ela não apenas lançou novos gastos às vésperas de um eventual afastamento do cargo pelo Senado como os fez num momento em que ainda nem conseguiu rever a meta, com rombo previsto de R$ 96 bilhões. O governo precisa votar a mudança da meta fiscal até dia 22 de maio, sob o risco de paralisação das atividades da máquina pública.

Com o temor da "pauta-bomba", o senador Romero Jucá queria que a votação da abertura do impeachment ocorresse já no dia 27 de abril. Mas o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), insistiu no prazo máximo de dez dias úteis na comissão especial do impeachment. Com isso, a votação em plenário será dia 11. Neste domingo, interlocutores de Temer diziam que Renan acabou "ajudando" Dilma ao conceder esse prazo a ela..

Fonte: AE
 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br