Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Há uma regra imutável de que precisamos sempre nos lembrar: se algum objetivo bom puder ser alcançado apenas por meios maus ou afinal ele não é realmente bom, ou então ainda não chegou a sua hora.
Leon Tolstoi
11/04/2016

Impeachment pode ser fatal para CLT

A classe trabalhadora é quem mais tem a perder se o golpe do impeachment não for barrado. As classes sociais e os políticos que estão por trás da campanha contra a presidenta Dilma e o ex-presidente Lula, a pretexto de combater a corrupção, têm por objetivo principal a destruição dos direitos sociais conquistados pelo povo brasileiro não só durante o governo Lula mas ao longo de toda história.

Por Adílson Araújo*, no Portal CTB

Impeachment é golpe contra a CLT. Querem o fim da CLT. Isto significa acabar com as férias de 30 dias, com o 13º, com a licença maternidade, com o descanso semanal remunerado, aumentar a jornada de trabalho muito além do limite de 8 horas diárias, impor a terceirização ilimitada e destruir outras conquistas.

Este objetivo sinistro para a classe trabalhadora transparece nos programas, entrevistas, declarações e ações públicas e privadas dos golpistas e seus apoiadores. Os compromissos de Michel Temer, o capitão do golpe conforme observou Ciro Gomes, foram expressos no documento intitulado “Ponte para o futuro”, aprovado a toque-de-caixa pela direção do PMDB pouco antes de desembarcar do governo. Temer promete aos empresários reformar a legislação trabalhista para que o negociado prevaleça sobre o legislado, aumentar a idade mínima para aposentadoria, desvincular a correção das aposentadorias do salário-mínimo, retomar o programa de privatização selvagem da era FHC e acabar com a política de conteúdo local.

Eduardo Cunha, que acatou o pedido de impeachment - sem o menor fundamento na Constituição - e o colocou em tramitação na Câmara dos Deputados, foi quem acelerou na mesma Casa a análise e votação do projeto que abre caminho à terceirização da atividade-fim. O vice-presidente da Fiesp, Benjamin Steinbruch quer flexibilizar todos os direitos e sonha até em acabar com o horário de 1 hora de almoço, sugerindo que o operário pode muito bem comer um sanduíche com a mão esquerda e continuar operando a máquina com a direita, pois nos EUA já é assim, segundo informou em entrevista ao jornalista Fernando Rodrigues (link sobre Benjamim Steinbruch).

A Fiesp, fiel ao instinto de classe, tem um DNA golpista que revelou lá atrás, nos idos de 1964, e em 1989 quando seu ex-presidente, Mário Amato, ameaçou com uma fuga em massa de empresários para o exterior caso Lula ganhasse a eleição. Hoje a federação da burguesia paulista é uma das mais assanhadas e descaradas promotoras da campanha golpista e financiadora dos atos e provocações dos “coxinhas” extremados. Conforme alertaram os juízes trabalhistas em carta aberta à população “os direitos e as garantias trabalhistas duramente conquistadas e agasalhadas na Carta Política de 1988” correm sério perigo.

Por tais razões, a luta contra o golpe branco do impeachment é vital para a classe trabalhadora. Ter uma clara consciência do que está em jogo nesta guerra política - que é, em primeira e última instância, manifestação radicalizada da luta de classes - é fundamental para as lideranças classistas. Ainda mais fundamental é levar esta consciência às amplas massas do nosso povo e especialmente à valorosa juventude trabalhadora, que porta em si o presente e o futuro da nossa luta.

*Adilson Araújo é presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).

Fonte: CTB - Central Sindical
 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br