Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Jamais culpe o seu próximo antes de ter estado em seu lugar.
O Talmude
20/01/2016

Rossetto assina Compromisso para garantir trabalho decente nas Olimpíadas 2016

Objetivo é aperfeiçoar condições de trabalho no setor de Turismo e Hospitalidade

O ministro do Trabalho e Previdência Social, Miguel Rossetto, assinou nesta terça-feira (19), na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Rio de Janeiro (SRTE/RJ), Termo de Compromisso para Aperfeiçoar as Condições de Trabalho no Setor de Turismo e Hospitalidade nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Participaram também do acordo entidades representantes do turismo nacional, centrais sindicais e trabalhadores do segmento hoteleiro. O objetivo é estabelecer diretrizes para tratar das relações trabalhistas durante os Jogos e promover campanha relacionada ao Trabalho Decente, com ênfase no combate ao trabalho infantil e à exploração sexual de crianças e adolescentes.

Para o ministro Miguel Rossetto, com a assinatura do termo, reafirma-se um compromisso público das empresas e sindicatos com todos os trabalhadores, os quase 120 mil homens e mulheres cuja atividade vai assegurar o sucesso dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. “Queremos que, dentre os legados fundamentais, fique claro para o país e o mundo que somos capazes de respeitar as relações de trabalho durante esse grande evento”, declarou.

O Termo de Compromisso para Aperfeiçoamento das Condições de Trabalho no Setor de Turismo e Hospitalidade é resultado das ações definidas pelo Grupo de Trabalho (GT) dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, coordenado pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS). Além do MTPS são signatários a Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação; a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis; Centrais Sindicais; Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio e Serviços e Confederação Nacional dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade, com o apoio técnico do Escritório da Organização Internacional do Trabalho no Brasil (OIT).

A iniciativa institui o Comitê Nacional de Acompanhamento do Compromisso Nacional para Aperfeiçoar as Condições de Trabalho no Setor de Turismo e Hospitalidade e os comitês locais em cada uma das cidades-sede dos Jogos. Ficou estabelecido que o recrutamento de trabalhadores e a disponibilização de vagas ligadas aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos no setor de Turismo e Hospitalidade serão preferencialmente realizados pelo Sistema Nacional de Emprego (SINE).

Segundo o Diretor da Organização Internacional do Trabalho para o Brasil, Peter Porschen, “a iniciativa é fundamental para garantir que o evento traga benefícios duradouros para o país”.

Os principais compromissos assumidos buscam combater o uso de trabalho análogo ao escravo, de trabalho infantil e o tráfico de pessoas para fins de exploração laboral e sexual, na produção dos bens e serviços relacionados direta ou indiretamente aos Jogos, e o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes.

Os signatários também se comprometeram em assegurar o respeito aos direitos fundamentais no trabalho, estabelecidos pelas Convenções da OIT e pela legislação brasileira, além de cumprir os acordos e convenções coletivas. Pelo compromisso, governo e sociedade civil deverão promover a segurança e a saúde no trabalho, de forma a prevenir a ocorrência de acidentes e doenças do trabalho, em todas as fases do processo de preparação e realização dos Jogos.

A iniciativa também prevê que sejam criadas oportunidades para cursos de capacitação e para inclusão no mercado, capazes de transformar parte das ocupações temporárias, criadas no processo de preparação e realização dos Jogos, em oportunidades de emprego permanente e formal, sobretudo para jovens, mulheres, LGBT, negros, migrantes e pessoas com deficiência, públicos mais atingidos pelo trabalho irregular.

Fonte: MTE
 
+ Clipagem

Brasil vive apagão estatístico sobre mercado de trabalho - Sem dados de IBGE, Caged e seguro-desemprego, país pode ficar sem saber dano do coronavírusFernanda Brigatti

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br