Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

O que faz o bem aos outros dá a si mesmo o maior dos presentes
Sêneca
28/10/2015

Rossetto acompanha julgamento de acusados na Chacina de Unaí

O ministro do Trabalho e Previdência Social, Miguel Rossetto, acompanhou na manhã desta terça feira (27), em Belo Horizonte, o julgamento dos réus Norberto Mânica e José Alberto de Castro, acusados do assassinato dos Auditores Fiscais do Trabalho João Batista Soares Lage, Eratóstenes de Almeida Gonsalves e Nelson José da Silva, e do motorista Aílton Pereira de Oliveira.

O crime, ocorrido em 2004, é até hoje lembrado como um dos atos mais bárbaros contra a ação do governo federal de combate à supressão de direitos trabalhistas já praticados no Brasil e ficou conhecido como “Chacina de Unaí”, por ter acontecido no município do noroeste de Minas Gerais.

Na ocasião, o ministro manifestou-se à imprensa e às famílias presentes: “Acompanho, aqui em Belo Horizonte este julgamento para prestar minha solidariedade aos familiares dos Auditores Fiscais e do motorista assassinados. Manifesto todo o meu apoio ao dedicado trabalho dos nossos Auditores Fiscais que asseguram a dignidade e os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras brasileiros. Espero com grande expectativa que se faça justiça. Que todos os criminosos sejam condenados e punidos e que essa condenação sirva de exemplo para que não se reproduza, no nosso país, esse padrão de violência inaceitável”, afirmou Rossetto.

Os três Auditores Fiscais, conduzidos pelo motorista, participavam de uma fiscalização regular em fazendas de plantação de feijão da região de Unaí quando foram executados a tiros. A Polícia Federal e o Ministério Público Federal fizeram as investigações e, em julho de 2004, anunciaram o desvendamento do caso, que teve nove pessoas envolvidas como mandantes, intermediários e executores.

O julgamento, que continua nos próximos dias, deve ser concluído no início de novembro deste ano.

O ministro do Trabalho e Previdência Social, Miguel Rossetto, acompanhou na manhã desta terça feira (27), em Belo Horizonte, o julgamento dos réus Norberto Mânica e José Alberto de Castro, acusados do assassinato dos Auditores Fiscais do Trabalho João Batista Soares Lage, Eratóstenes de Almeida Gonsalves e Nelson José da Silva, e do motorista Aílton Pereira de Oliveira.

O crime, ocorrido em 2004, é até hoje lembrado como um dos atos mais bárbaros contra a ação do governo federal de combate à supressão de direitos trabalhistas já praticados no Brasil e ficou conhecido como “Chacina de Unaí”, por ter acontecido no município do noroeste de Minas Gerais.

Na ocasião, o ministro manifestou-se à imprensa e às famílias presentes: “Acompanho, aqui em Belo Horizonte este julgamento para prestar minha solidariedade aos familiares dos Auditores Fiscais e do motorista assassinados. Manifesto todo o meu apoio ao dedicado trabalho dos nossos Auditores Fiscais que asseguram a dignidade e os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras brasileiros. Espero com grande expectativa que se faça justiça. Que todos os criminosos sejam condenados e punidos e que essa condenação sirva de exemplo para que não se reproduza, no nosso país, esse padrão de violência inaceitável”, afirmou Rossetto.

Os três Auditores Fiscais, conduzidos pelo motorista, participavam de uma fiscalização regular em fazendas de plantação de feijão da região de Unaí quando foram executados a tiros. A Polícia Federal e o Ministério Público Federal fizeram as investigações e, em julho de 2004, anunciaram o desvendamento do caso, que teve nove pessoas envolvidas como mandantes, intermediários e executores.

O julgamento, que continua nos próximos dias, deve ser concluído no início de novembro deste ano.

Fonte: Jornal do Brasil
 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br