Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Aquele que já não é teu amigo, nunca o foi realmente.
Aristóteles
15/06/2015

Tríplice Fronteira: ação conjunta contra trabalho infantil

Auditores sugerem criação de conselho ?trinacional? para proteção à criança e o adolescente

Delegações de três países do Mercosul estão reunidas em Foz do Iguaçu (PR) para os eventos que marcam o Dia Mundial e Nacional de Erradicação do Trabalho Infantil, em 12 de junho, com tema ?Não ao Trabalho Infantil. Sim à Educação de Qualidade?. Durante as atividades, que encerram nesta sexta-feira (12), as delegações do Brasil, Paraguai e Argentina, sugeriram a criação do conselho ?trinacional?. O objetivo é alinhar as ações de erradicação do trabalho infantil e o encaminhamento a programas de proteção.

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) coordena a Comissão Nacional de Erradicação do Trabalho Infantil (CONAETI) e participa da Ação Operativa Conjunta da Tríplice Fronteira. A ação faz parte do Plano Regional para Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil nos Países do Mercosul e foi aberta em 9 de junho com a apresentação da metodologia de fiscalização utilizada por cada país.

O destaque na apresentação da delegação brasileira foi a inserção de adolescentes na condição de aprendiz, como ferramenta de erradicação do trabalho infantil. Nos últimos anos, o MTE incluiu 1,2 milhão de adolescentes e jovens na aprendizagem.

Nesta quinta-feira (11), auditores fiscais dos três países realizaram operações de fiscalização no setor informal. Segundo o chefe de Divisão de Erradicação do Trabalho Infantil, do MTE, Alberto de Souza, a operação foi de reconhecimento e orientação. ?Especialmente junto às populações indígenas, com trânsito comum na fronteira, abordamos famílias que atuam na venda de artesanato e orientamos sobre o risco de manter crianças indígenas nesta atividade?, explicou o auditor fiscal.

Rede de apoio - A Ação Operativa Conjunta da Tríplice Fronteira contemplou visitas à Rede de Apoio à Criança e ao Adolescente (RACA) em Foz do Iguaçu, Cidade de Leste, no Paraguai, e Porto Iguaçu, na Argentina.

Em Foz do Iguaçu, o destaque foi o trabalho da Guarda Mirim, instituição de aprendizado, que atende cerca de 800 crianças e adolescentes por mês. Já a delegação paraguaia enfatizou que um dos grandes desafios está localizado na zona rural, ressaltando os avanços obtidos com a criação do Ministério de Trabalho Emprego e de Segurança Social. Na Argentina, a delegação conheceu o trabalho com 117 meninos e meninas entre zero e 18 anos, como parte da rede de apoio.

Fonte: MTE
 
+ Clipagem

Brasil vive apagão estatístico sobre mercado de trabalho - Sem dados de IBGE, Caged e seguro-desemprego, país pode ficar sem saber dano do coronavírusFernanda Brigatti

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br