Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

No reinado da lei, o pobre e o rico tem direitos iguais... e o pequeno vence o grande se tem por si a justiça; é uma idéia remota, pois vem de Euripides. Historicamente, porém, é uma idéia falsa: o direito nunca foi outra coisa senão uma organização das desigualdades.
Jean Cruet
31/03/2015

Ministro do PDT nega existir crise econômica

O ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, fez ontem um discurso em defesa do governo da presidente Dilma Rousseff, depois de reunião com metalúrgicos da região de Osasco (SP). Ele disse que o país não passa por uma crise econômica, mas por uma crise política urdida na elite da sociedade, que ?mantém a mesma sanha udenista? que causou a morte do ex-presidente Getúlio Vargas e a deposição do ex-presidente João Goulart?. ?Eles querem derrubar esse governo, porque não se conformam que tenhamos governos políticos e ideológicos comprometidos com os trabalhadores?. disse. ?Ricos não precisam de democracia.?

Dias minimizou documento entregue pela bancada do PDT na Assembleia Legislativa de Minas Gerais ao presidente nacional da sigla, Carlos Lupi, propondo o rompimento do partido com o governo da presidente Dilma Rousseff. O ministro do Trabalho reconheceu, no entanto, que as medidas provisórias (MPs) 664 e 665, que preveem alterações nas regras trabalhistas e previdenciárias, só deveriam ter sido enviadas ao Congresso após conversa prévia com os trabalhadores. Segundo Dias, foi a primeira vez que o governo fez alterações na legislação trabalhista sem antes discutir com as centrais sindicais. ?E deu no bode que deu?, afirmou.

Apesar de reconhecer o erro, Dias saiu em defesa de Dilma. Ele afirmou que a classe dominante está querendo ?açambarcar a Petrobras novamente?. Dias destacou, no entanto, que a petrolífera é a quarta maior empresa do mundo, batendo recordes de produção de petróleo a cada ano, e será a ?grande indutora do resgate da população brasileira?. ?Ela é muito maior do que essas possíveis crises.?

Para o ministro, ?o Brasil não está tão mal assim como dizem?. Ele lembrou que o país é a sétima maior economia mundial, tem US$ 370 bilhões em reservas internacionais e ?investirá neste ano, mesmo com a crise, R$ 1,5 trilhão?. ?Imagine os interesses por trás disso.? Segundo Dias, ?muitos dos que se arrolam democráticos estão atrás de uma luta histórica contra a liberdade?. O ministro convocou trabalhadores a ficarem ?atentos? às tentativas de desestabilizar o governo. Na avaliação dele, a alienação política fez com que a classe trabalhadora perdesse 45% da sua representação no Congresso nas eleições de 2014.

Fonte: AE
 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br