Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Aquele que já não é teu amigo, nunca o foi realmente.
Aristóteles
24/03/2015

Barbosa promete programação orçamentária "o mais rápido possível"

O ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, afirmou ontem, em entrevista coletiva após a reunião da coordenação política, que o governo vai trabalhar para divulgar o decreto de programação orçamentária "o mais rápido possível". Disse que cancelou uma viagem à Coreia para se dedicar completamente aos cortes orçamentários. O ministro ressalvou que o ministério ainda não recebeu o texto final do Orçamento, aprovado no Congresso na semana passada. Ele acrescentou que há o prazo de 15 dias úteis para a sanção presidencial, e a partir daí, 30 dias para a publicação do decreto. Barbosa e o titular da Fazenda, Joaquim Levy, apresentaram ontem aos demais colegas de Esplanada, durante a reunião do conselho político, o projeto de lei que revê as desonerações da folha de pagamento. Barbosa negou, ainda, que haja novos ajustes fiscais previstos. "Medidas foram propostas em grau adequado e correto e vamos ouvir sugestões Não é momento de discutir alternativas ao que ainda não foi aprovado", disse. Barbosa afirmou que o programa de concessões federais continua e será ampliado. Sobre as novas concessões de aeroportos anunciadas pela presidente Dilma - que incluem os terminais de Salvador, Florianópolis e Porto Alegre - Barbosa adiantou que as consultas ao setor privado serão feitas em breve. O ministro reconheceu atrasos nos pagamentos do governo em algumas obras, mas disse que todas serão pagas. Ontem, o governo anunciou que vai agilizar o fluxo de pagamento das obras em andamento do Minha Casa, Minha Vida nos próximos 15 dias. Nota divulgada pela Secretaria Geral da Presidência afirmou que o governo vai contratar o que foi acordado com os movimentos sociais no ano passado e prosseguir com discussões da terceira etapa do programa O acerto foi feito em reunião da qual participaram os Miguel Rossetto (Secretaria-Geral), Nelson Barbosa (Planejamento) e Gilberto Kassab (Cidades), a presidente da Caixa, Miriam Belchior, e representantes de 12 movimentos sociais.
Fonte: 24/03/2015 - Fonte: Valor Online
 
+ Clipagem

Brasil vive apagão estatístico sobre mercado de trabalho - Sem dados de IBGE, Caged e seguro-desemprego, país pode ficar sem saber dano do coronavírusFernanda Brigatti

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br