Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Aquele que faz o mal prejudica em primeiro lugar a si mesmo, antes de prejudicar os outros.
Santo Agostinho
02/03/2015

Dilma defende PPP para criar emprego

Dilma, com Pezão e Paes na inauguração do túnel Rio 450: presidente busca aproximação com o PMDB do Rio para minimizar atritos com o partido aliado

Nas comemorações dos 450 anos da cidade do Rio de Janeiro ontem, a presidente Dilma Rousseff destacou a importância da parceria público-privada (PPP) responsável pelas obras de revitalização da região portuária do Rio de Janeiro, por trazer investimentos e gerar empregos. Ao lado do governador do Estado, Luiz Fernando Pezão (PMDB) e do prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), a presidente ressaltou também o alinhamento entre as três esferas de governo, bastante explorado na campanha eleitoral de 2014.

Na tarde de ontem, depois de voltar do Uruguai, Dilma participou da inauguração do túnel Rio 450, parte do projeto de revitalização da zona portuária. "Estamos provando aqui que uma transformação de porte é possível, combinamos a parceria público privada. Aqui combinamos recursos do governo federal, do governo do Estado, da prefeitura e da iniciativa privada. Isso é muito importante porque gera emprego, melhores condições de vida e melhor mobilidade urbana e a ocupação cultural e de lazer de uma cidade", afirmou. O túnel Rio 450 substitui o antigo elevado da perimetral, cuja derrubada é o maior símbolo das obras de revitalização da região. "Várias cidades recuperaram suas zonas portuárias, mas nenhuma recuperou junto o centro histórico", disse, reforçando a importância histórica da região, por onde chegaram tanto os escravos quanto a família real portuguesa, em 1808.

Dilma destacou várias obras realizadas em conjunto com os governos de Paes e Pezão, ambos pemedebistas, e afirmou que deve haver um esforço para unir os extremos do Rio, do morro ao litoral.

Em meio a elogios a Paes, Dilma disse que o pemedebista "é o prefeito mais feliz da galáxia, uma galáxia especial" chamada Rio.

Depois da inauguração, a presidente participou de uma cerimônia de comemoração dos 450 anos do Rio, ao lado de Pezão, Paes e do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, também pemedebista. Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem buscado uma parcela do PMDB do Rio, liderada pelo prefeito e pelo governador, para tentar diminuir os atritos com a sigla aliada. Cunha, que se elegeu presidente da Câmara contra a vontade do Planalto, é o principal símbolo dessa resistência.

Do lado de fora do Palácio da Cidade, sede da prefeitura, onde Dilma participava da entrega de medalhas a personalidades ilustres do Rio, cerca de 30 manifestantes fizeram um ato contra a presidente e defenderam o impeachment.

De acordo com o estudante de engenharia Pedro Souto, de 21 anos, a manifestação foi convocada pela internet e envolve as mesmas organizações que se mobilizam para realizar um ato pró-impeachment no dia 15: os movimentos Brasil Livre, Carioca Cidadão e União Contra a Corrupção.

No palácio, Dilma recebeu do prefeito a medalha comemorativa dos 450 anos do Rio. Também receberam a medalha a atriz Fernanda Montenegro, a sambista Dona Ivone Lara, o poeta Ferreira Goulart, o jogador Zico e o arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta. A festa teve bossa nova, samba e apresentação dos bailarinos Ana Botafogo e Carlinhos de Jesus. Dilma recebeu ainda o selo comemorativo Viva a Carioquice, do presidente em exercício dos Correios, Nelson Luiz Oliveira de Freitas.

Na festa, o traje era "carioca", conforme dizia o convite. Tinha de tudo, desde homens de terno e gravata e de bermuda, como mulheres com o pretinho básico e até vestidos curtinhos, bem de acordo com o verão carioca. O coquetel contou com produtos típicos do Rio como cachorro quente do General, há 50 anos no mercado, o biscoito de polvilho Globo e Mate Leão. Dilma e Pezão devoraram um pacote do biscoito Globo.

Estavam presentes representantes das mais variadas áreas, como presidente da Light, Paulo Roberto, a cravista Rozana Lanzelote, o estudioso de economia carioca da UFRJ Mauro Osorio e a diretora do Museu da Imagem e do Som, Rosa Araujo, entre outros.

Fonte: Valor Online
 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br