Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Quando se tem dúvidas a respeito do que se deve fazer, basta imaginar que se pode morrer no fim do dia.
Leon Tolstoi
23/12/2014

Arrecadação federal deve fechar o ano em queda

Será o primeiro recuo desde a recessão de 2009 . Em novembro, recolhimento caiu 12,86%

BRA SÍLIA- Com o fraco desempenho da economia, a arrecadação de impostos federais caiu fortemente em novembro e pode fechar o ano em queda real pela primeira vez desde a recessão de 2009. O governo federal recolheu R$ 104,47 bilhões em impostos e contribuições no mês passado ?um recuo de 12,86% (depois de descontada a inflação) frente a novembro de 2013. De janeiro a novembro, a arrecadação federal somou R$ 1,073 trilhão . Apesar deter superado a marca de R$ 1 trilhão , esse volume equivale a uma queda de 0,99% na comparação com o mesmo período do ano passado . Pela primeira vez, a Receita admitiu que o resultado da arrecadação pode ser negativo este ano .?O resultado deste ano deve ficar em torno de zero ou um pouco abaixo ? afirmou o chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros da Receita, Claudemir Malaquias , acrescentando que dezembro costuma mostrar movimentos atípicos que, portanto , ainda não é possível prever o resultado com mais precisão . Segundo o Fisco , em novembro deste ano entraram menos re cursos de parcelamentos de dívidas, por meio do Refis da Crise

.Foram R$ 8,14 bilhões contra R$ 22,77 bilhões do mesmo mês de 2013.?Em novembro, tivemos, de parcelamento ,uma diferença de R$14,62 bilhões. No ano passado, o Refis foi justamente no mês de novembro e, neste ano , foi em agosto (com maior ingresso de recursos no mês de adesão) ? disse Malaquias .Também diminuiu a arrecadação de tributos vinculados ao lucro das empresas e houve perda referente às desonerações tributárias,em especial da folha de pagamento. De janeiro a novembro, o governo federal abriu mão de R$ 92,93 bilhões. No mesmo período de 2013, a renúncia fiscal foi de R$ 70,11 bilhões. Apenas no mês passado, o volume chegou a R$ 8,47 bilhões, contra R$ 7,23 bilhões em novembro de 2013.?As desonerações devem tirar quase R$ 100 bilhões da arrecadação no ano ?disse o técnico da Receita. Malaquias também culpou a economia estagnada, citando a produção industrial em queda e as vendas menores no varejo . O valor em dólar das importações recuou 11,02%. A massa salarial, por sua vez, cresceu 6,73%: ? O resultado da arrecadação é multifatorial.Arrecadação de Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) também foi menor em novembro. A queda ficou em 19,56% na comparação com novembro de 2013. A arrecadação de IR da Pessoa Jurídica (IRP J) caiu 1,17% na mesma comparação .A de Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), por sua vez, aumentou 18,72%.

Fonte: O Globo - 23/12/2014
 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br