Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

O amor é infalivel; não tem erros, pois todos os erros são falta de amor.
William Law
24/10/2014

Multinacional é condenada a pagar mais de R$ 4 mi por ilegalidades na jornada de trabalho

Atuação de Auditores-Fiscais do Trabalho do Paraná contribuiu para a condenação, em segunda instância, da multinacional BRF - Brasil Foods, detentora das marcas Sadia e Perdigão, a pagar R$ 4.362.907,20 como multa por descumprir um Termo de Ajustamento de Conduta ? TAC firmado em 2001 com o Ministério Público do Trabalho no Paraná ? MPT/PR.

A ação firmada é baseada em relatórios produzidos por Auditores-Fiscais do Trabalho de todo o Estado. De acordo com o chefe da Seção de Inspeção do Trabalho da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Paraná ? SEINT/SRTE/PR, Elias Martins, apenas para exemplificar, as ações realizadas na BRF do município de Carambei detectaram vários problemas nas unidades. ?As equipes de Auditores-Fiscais, durante as operações, encontraram diversas falhas de operacionalidade, que resultaram, desde maio de 2001 até novembro de 2011, em mais de 30 ações fiscais, com cerca de 50 autos de infração?.

Segundo Elias, além dessas, outras fiscalizações mais recentes aconteceram. ?Os Auditores-Fiscais atuam frequentemente no segmento de frigoríficos com o objetivo de prevenir e proteger os trabalhadores de graves e iminentes riscos e também de situações de esforços repetitivos que causam muitos adoecimentos no setor?.

Nas ações são constatadas irregularidades que vão desde a falta de registro dos empregados, excesso de jornada de trabalho, não concessão de descanso obrigatório ? a exemplo de intervalos e do Descanso Semanal Remunerado (DSR) ? e também problemas com a saúde e segurança.

Nas ações são constatadas irregularidades que vão desde a falta de registro dos empregados, excesso de jornada de trabalho, não concessão de descanso obrigatório ? a exemplo de intervalos e do Descanso Semanal Remunerado (DSR) ? e também problemas com a saúde e segurança.

No que tange ao resultado da decisão, Elias Martins, acredita que a ação do MPT é de extrema importância. ?Ela fortalece a eficácia da ação fiscal e demonstra a seriedade da Auditoria-Fiscal do Trabalho, que representa a presença forte do Estado perante os empregadores reticentes em cumprir as exigências da lei?.

A empresa ainda pode recorrer da decisão.

Fonte: MPT/PR
 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br