Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

O sabio que tudo sabe é aquele que sabe que nada sabe.
Platão
30/04/2014

CPI da Petrobras já atinge popularidade de Dilma Rousseff

Analista político acredita, no entanto, que a CPI terá pouco impacto no voto do eleitorado e que oposição terá que se esforçar, explorando outros assuntos durante a campanha

Eduardo Miranda

Paulo Henrique de Noronha

Praticamente metade da população brasileira?49,5% do total? não tem acompanhado ou não ouviu falar sobre a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, instalada oficialmente ontem no Senado. Entretanto, dos 50,2% que tem acompanhado o noticiário sobre a CPI (30,3%) ou já ouviram falar do assunto (19,9%), quase todos ? 91,4% ? são favoráveis à instalação da Comissão para apurar as irregularidades da Petrobras ? como a compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, aprovada pelo Conselho de Administração da estatal quando ele era presidido por Dilma Rousseff,em 2006.

Esses resultados estão na pesquisa bimestral feita pela MDA, encomendada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), sobre o cenário das eleições presidenciais deste ano e avaliação do governo da presidenta Dilma Rousseff. A pesquisa ? realizada de 20 a 25 de abril em todo o país, com2.002 entrevistas em137municípios ?é a primeira divulgada a pesquisa a percepção e a opinião da população sobre a CPI da Petrobras, até agora a principal arma política da oposição contra a campanha de reeleição de Dilma.

A pesquisa mostra que é significativo o percentual de entrevistados que acreditam que houve irregularidades na compra da refinaria de Pasadena. Dos entrevistados que vêm acompanhando o noticiário ou já ouviram falar do caso, 80,5% acham que houve a aquisição da refinaria teve irregularidades. O total de entrevistados desse grupo que acredita que a presidenta Dilma tem responsabilidade na compra é um pouco menor, mas ainda assim alto: 66,5%. Apenas 22,3% acham que ela foi mal informada e, por isso, não foi responsável pelo negócio.

Cientista político da consultoria Arko Advice, Cristiano Noronha acredita que as notícias sobre Pasadena não afetarão a imagem da presidenta. Para ele, a população está mais preocupada com o que a afeta diretamente. "A oposição vai explorar ainda mais o caso de Pasadena, mas isso é parte da campanha política, que não pode se basear apenas em Petrobras. A população quer mudanças, mas em áreas prioritárias para ela. Pasadena serve para mostrar que o governo eventualmente comete erros,mas a população vai querer algo mais", pontua.

O cientista político afirma, ainda, que a percepção ruim da população a respeito de instituições públicas é histórica: "A tendência é sempre que a maioria acredite em irregularidades. A corrupção é uma questão de percepção, e essa percepção no Brasil é muito alta. As pessoas acreditam naquele lema "se procurar, vai encontrar.

Fonte: Brasil Econômico - 30/04/2014
 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br