Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Afastar-se da média é afastar-se da humanidade; a grandeza da alma humana consiste em saber manter-se ali.
Pascal, Pensés, I,9,17
29/04/2014

Mantega diz que Brasil conseguiu reduzir desemprego mesmo com crise internacional

Para ministro, país conseguiu gerar emprego e reduzir desigualdades

28/04/2014

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta segunda-feira (28/04) que o Brasil foi um dos poucos países que conseguiu reduzir o desemprego em meio à grave crise da economia internacional. ?Mesmo durante os cinco anos da crise, conseguimos manter o estado de bem estar social, gerando emprego e reduzindo a desigualdade de renda?, ressaltou ao participar da 4ª edição do Seminário Revista Brasileiros, em São Paulo.

Ao avaliar a atual situação da economia brasileira, Guido Mantega frisou que o Brasil se saiu melhor da recente crise financeira, iniciada em 2008, que das anteriores. ?Hoje o Brasil está preparado para a retomada do crescimento da economia, que já está ocorrendo. O que tem puxado a economia para baixo são os fatores externos?, justificou.

O ministro voltou a dizer que o grande objetivo da política econômica é melhorar o padrão de vida da população. ?O Brasil é um dos poucos países onde a qualidade de vida vem melhorando para a grande maioria da população. Entre 2003 a 2013, por exemplo, a renda per capta cresceu 29,3%?.

Solidez Fiscal

Durante sua apresentação sobre Rumos da Economia Brasileira, Mantega reafirmou o compromisso do governo em manter a solidez fiscal neste e nos próximos anos. De acordo com ele, o país mantém sólidos os fundamentos fiscal e monetário. ?Na parte fiscal, mantivemos os superávits primários para continuar com a trajetória de queda das dívidas bruta e liquida?.

Com relação à inflação, o ministro disse que ela permanece sob controle e que isso é fundamental, pois inflação alta ?prejudica tanto trabalhadores quanto investidores?. Ele ainda apontou os alimentos e as bebidas como os principais vilões da inflação. ?No momento, a inflação sofre o efeito do choque dos alimentos, mas fechará o ano dentro dos limites da meta?, garantiu.

Investimentos

Para Guido Mantega, o aumento dos investimentos, principalmente em infraestrutura, também é prioridade da política econômica. ?Os investimentos serão a locomotiva do novo ciclo de expansão. A projeção é que eles cresçam em média 7% ao ano, entre 2014 e 2022?.

Entre 2003 e 2013, os investimentos cresceram 6,1%. De acordo com o ministro, essa é uma bela taxa de expansão. ?E tem gente que acha que nós descuidamos dos investimentos em favor do consumo. Isso é um equívoco. Em 2013, por exemplo, os investimentos cresceram 6,2%, enquanto o consumo, 2,3%?, comentou.

Mantega ainda falou sobre a importância do programa de concessões em infraestrutura, que nos próximos cinco vai movimentar cerca de R$ 700 bilhões. ?Esse é um programa que vai dinamizar os investimentos do Brasil, reduzir custos e ampliar a oferta?.

Fonte: Ministério da Fazenda
 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br