Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Assim como a abelha colhe o mel de diferentes flores, o homem sábio aceita a essência das diferentes escrituras e vê somente o bem em todas as religiões.
Srimad Bhagavatam
15/04/2014

Técnicos do IBGE criam grupo para manter divulgação de desemprego

Comissão tenta encerrar crise e garantir divulgação da Pnad Contínua ao longo deste ano

PEDRO SOARESDO RIO

MARIANA CARNEIRO

DE SÃO PAULO

Coordenadores se mobilizaram ontem para conter rumores de que órgão está sob interferência política.

O IBGE criou uma comissão para evitar a interrupção, anunciada na semana passada, da divulgação da Pnad Contínua --pesquisa que, entre outros dados, fornece uma mais ampla taxa de desemprego do país.

O objetivo da comissão é pôr fim à crise deflagrada na quinta, quando o anúncio da interrupção levou ao pedido de afastamento de duas dirigentes do instituto e à ameaça, por parte de 18 coordenadores, de deixar seus cargos.

Os técnicos temem que a suspensão da divulgação da pesquisa macule a imagem e a credibilidade do instituto.

Em nota, os coordenadores dizem que os trabalhos técnicos do IBGE "não estão sob nenhum domínio ou ingerência política" e que não há "suspeição sobre a integridade" do conselho diretor.

Segundo Eulina Nunes, coordenadora dos índices de preço e uma das signatárias da nota conjunta, a motivação foi retirar a conotação política que o caso ganhou: "Em ano eleitoral, tudo ganha outra impressão. Até explicar que gato não é lebre...".

MOBILIZAÇÃO

Os 18 coordenadores se mobilizaram ontem, após a suspeição de interferência política no instituto.

"Isso nunca existiu no IBGE e, espero, nunca existirá. Porque, no dia em que houver, eu espero não estar mais aqui", disse Cimar Azeredo, gerente da pesquisa que é alvo da polêmica, a Pnad Contínua. "Todas as pesquisas do IBGE foram colocadas em xeque."

Segundo Eulina, o objetivo não era colocar a direção do órgão sob suspeita, mas defender a divulgação dos dados. O conselho diretor do IBGE justificara a suspensão pela falta de equipe para divulgar a taxa de desemprego neste ano e, ao mesmo tempo, fazer ajustes na pesquisa.

A alteração seria necessária porque a renda domiciliar per capita, calculada pela Pnad Contínua, passará a ser um dos critérios de repartição do Fundo de Participação dos Estados a partir de 2015.

O problema é que há grande diferença entre as margens de erro de cada Estado, o que poderia distorcer os repasses.

Os técnicos do IBGE se queixam de não terem sido ouvidos antes da decisão de suspender a divulgação. A presidente do órgão, Wasmália Bivar, reconheceu que foi um erro não consultar o corpo técnico.

Ela afirma que só neste mês deu-se conta de que teria de apresentar os dados de renda em 2015, e não em 2016.

SEM TEMPO

A necessidade de antecipar em um ano a revisão da metodologia para reduzir a disparidade entre as margens de erro consumiria, segundo ela, o tempo das equipes que analisam e criticam os dados.

Os técnicos contestam a necessidade de suspensão.

Em nota, eles afirmam que, mesmo se houvesse necessidade de estudos adicionais, seria possível conciliar as duas tarefas, "apesar das restrições de recursos orçamentários e humanos" do órgão.

"A gente queria que os prazos fossem cumpridos, mesmo que tivéssemos que nos virar do avesso", disse Eulina.

Azeredo vai chefiar a comissão criada ontem e deverá entregar um cronograma demonstrando como manter a divulgação e reformular a pesquisa. Segundo os dois técnicos, a direção do IBGE mostrou-se aberta à proposta de manter a divulgação neste ano. A decisão final é do conselho diretor.

O IBGE sofreu um corte de R$ 300 milhões em seu orçamento para 2014, o que postergou a realização de duas pesquisas (a POF, para 2015, e a Contagem da População, para 2016). O número de trabalhadores efetivos, responsáveis pela análise de dados e supervisão da coleta, do órgão caiu 17% em dez anos.

Fonte: Folha de S. Paulo - 15/04/2014
 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br