Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Há uma regra imutável de que precisamos sempre nos lembrar: se algum objetivo bom puder ser alcançado apenas por meios maus ou afinal ele não é realmente bom, ou então ainda não chegou a sua hora.
Leon Tolstoi
10/03/2014

Fazenda tenta se aproximar de empresas

Criticado por ouvir pouco antes de agir, governo marca para amanhã reunião com alguns dos maiores grupos do país Convidados dizem que não foram avisados de que devem falar; próximo encontro deve ser com grandes bancos

DE SÃO PAULO

Em uma tentativa de reaproximar o governo do setor produtivo, o ministro Guido Mantega (Fazenda) convidou um grupo de representantes de 16 grandes empresas para uma reunião seguida de almoço amanhã em São Paulo.

Estão na lista de convidados nomes mais próximos do Palácio do Planalto, como Murilo Ferreira (Vale) e Jorge Gerdau (Gerdau), mas também empresários que criticaram abertamente o governo, como Pedro Passos (Natura).

Juntas, as companhias representadas no encontro apuraram uma receita bruta de R$ 538 bilhões em 2012.

O governo quer desfazer o mal-estar com o empresariado, que reservadamente questiona a qualidade da equipe de Dilma, inclusive do próprio Mantega. A presidente e seus ministros são criticados por ouvir pouco e agir demais, sem consultar os setores afetados pelas medidas.

Sob a ameaça de o país ser rebaixado pelas agências de classificação de risco, cujas análises balizam os custos dos empréstimos, Dilma pediu a Mantega que tivesse uma agenda pró-ativa.

Depois de estabelecida a nova meta de superavit primário (economia para pagar os juros), que foi vista como positiva por analistas, o ministro se reuniu com 12 economistas de mercado.

Agora será a vez dos empresários. Em seguida, Mantega terá uma reunião com donos e presidentes de bancos. A ideia central dos encontros é discutir a economia, falando sobre as perspectivas para investimentos, inflação e crescimento neste ano.

O objetivo do governo é repetir o modelo da reunião com os economistas, em que o ministro mais ouviu do que falou. Empresários consultados pela Folha, no entanto, não foram avisados de que se esperam suas críticas e sugestões sobre a economia.

Pelo menos um dos considerados confirmados pelo ministério não sabe se vai conseguir participar.

Ferreira, da Vale, disse que pretende ouvir os colegas e entender melhor a dinâmica do encontro antes de decidir de que forma pretende expor suas questões, se realmente for levantá-las. Ele disse que não chegou a conversar com seus pares sobre o encontro.

Um tema que pretende ser abordado por pelo menos um dos empresários convidados é a tramitação da medida provisória 627, que legisla sobre a nova tributação dos lucros apurados no exterior.

Algumas empresas acreditam que, se for aprovada como está, a nova lei prioriza a arrecadação e prejudica a competitividade das multinacionais brasileiras lá fora.

Fonte: Folha de S. Paulo - 10/03/2014
 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br