Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

O sabio que tudo sabe é aquele que sabe que nada sabe.
Platão
16/10/2013

Supersalários: Senado volta a cobrar devolução

Renan, agora, decide descontar supersalários

Autor(es): Chico de Gois e Isabel Braga

Servidores do Senado que recebem acima do teto devolverão excedente

-Brasília- O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), anunciou ontem que mandou descontar o que foi pago a mais nos últimos cinco anos aos 540 servidores que recebem acima do teto do funcionalismo público, que é de R$ 28 mil. Na semana passada, Renan havia decidido que os salários seriam reduzidos ao teto, mas que não cobraria o retroativo enquanto o Tribunal de Contas da União (TCU) não avaliasse um recurso do Ministério Público, que questionou o fato de o órgão ter determinado a devolução do que foi recebido a mais pelos funcionários do Senado, sem fazer o mesmo para a Câmara.

Agora, o presidente do Senado avalia que a melhor coisa a ser feita é cobrar o que foi pago a mais. Se, mais à frente, o TCU entender que não tem de devolver, outra análise será feita.

? Já está decidido, vou só reunir a Mesa Diretora esta semana para a gente acertar isso. Enquanto não houver uma decisão contrária, nós vamos mandar fazer a implementação da decisão do Tribunal de Contas da União, do desconto, inclusive, de acordo com aquela regra da lei, de que só se pode descontar até 10% por mês ? afirmou Renan ao chegar ao Senado.

A Mesa da Câmara anunciou ontem que vai cortar os super-salários de 1.371 servidores (695 são aposentados) que ganham acima do teto constitucional de R$ 28.059,29, na folha de outubro, conforme determinação do TCU. A decisão política havia sido anunciada na semana passada pelo presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB).

A estimativa é que os gastos anuais da Câmara com a folha de pagamento tenham uma redução de mais de R$ 70 milhões, que podem chegar a R$ 80 milhões considerando os 13º salários. Por ano, deixarão de ser pagos R$ 6,7 milhões. Henrique Alves disse que não foi analisada a devolução retroativa, já que não houve o pedido.

Outubro 2013

Do Se Te Qu Qu Se Sa

1 2 3 4 5

6 7 8 9 10 11 12

13 14 15 16 17 18 19

20 21 22 23 24 25 26

27 28 29 30 31

Jornais

O Globo

Correio Braziliense

Jornal de Brasília

O Estado de S. Paulo

::Listar Jornais::

--------------------------------------------------------------------------------

Fonte: O Globo - 16/10/2013
 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br