Pesquisa Notícias:
   
 
INSTITUCIONAL
Sobre a Agitra
Diretoria
Estatuto Social
 
SERVIÇOS
Verbo
Convênios
Turismo
WikiTrabalho
Pesquisa Conteúdo
Fale Conosco
Acesso Restrito
 
DIÁLOGOS COM A AUDITORIA DO TRABALHO

Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil

Higiene Ocupacional: Quebrando Paradigmas

Devemos tratar nossos amigos como queremos que eles nos tratem.
Aristóteles
30/09/2013

Renda das trabalhadoras caiu em relação à dos trabalhadores entre 2011 e 2012

Após cinco anos de avanços na equalização nos rendimentos entre homens e mulheres, a renda das trabalhadoras caiu em relação à dos trabalhadores entre 2011 e 2012, aponta a Pnad. No ano passado, elas ganhavam, em média, o equivalente a 72,9% da renda deles. Em 2011, a relação era menos desigual, com as trabalhadoras recebendo 73,7% do salário dos homens. De acordo com a Pnad, homens ganhavam, em média, R$ 1.698 no ano passado, e as mulheres, só R$ 1.238.

Em 2007, a renda média da mulher equivalia a 71,4% da dos homens. De lá pra cá, no acumulado, houve avanço na equiparação: o salário feminino aumentou 20,7%, enquanto o dos homens subiu 18,2%. A disparidade apontada pela Pnad se construiu praticamente apenas na passagem de 2011 para 2012, quando a renda média masculina subiu 6,2%, e a feminina, só 5%.

O fenômeno se dá porque o mercado de trabalho aquecido atrai mulheres com pouco experiência e com vínculo de trabalho mais irregular, explica a presidente do IBGE, Wasmália Bivar.

? Quando há anos seguidos de aquecimento no mercado de trabalho, acontece esse tipo de fenômeno. Não acho que essa diferença seja permanente. Há uma tendência histórica de redução da desigualdade ? diz, concluindo que o dado a decepcionou. ? Tenho uma única filha mulher. Quero um mundo melhor para ela.

A diferença é percebida na pele por Isaura Renata Solano, de 32 anos, formada em tecnologia da informação e funcionária de uma empresa desenvolvedora de softwares. Ela trabalha com 35 pessoas, sendo apenas quatro mulheres. Os homens trabalham no desenvolvimento dos programas. As mulheres, no controle de qualidade. E os salários deles são mais altos.

? Somos minoria e ficamos restritas ao controle de qualidade, porque é uma função que necessita concentração e perfeccionismo. Dizem que as mulheres são melhores

nisso.

Fonte: Agência Globo
 
+ Clipagem

Reforma da Previdência - 44 coisas que você não pode deixar de saber - Leiam a matéria em anexo. Repense, reavalie esta Reforma da Previdência proposta. Faça sua parte, ajude na di

Negociação coletiva é importante para patrão e empregados - Por André F. WatanabeO mundo do trabalho passa por constantes mudanças. Com elas, os desafios de compreender qu

Carreiras de Estado repudiam estratégia do governo de culpar servidor pela crise econômica - O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) divulgou nesta sexta-feira (1º) nota à imprensa e à sociedade repudiando a es

ANFIP - TCU suspende pagamento de bônus para aposentados - A ANFIP publicou matéria sobre a suspensão do pagamento de bônus para aposentados e pensionista. A notícia está assim re

Dívida Explode. Por que? - Dívida explode. Por que?Auditoria Cidadã da Dívida25/7/2017Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal

+ Notícia

 
AGITRA - Associação Gaúcha dos Auditores Fiscais do Trabalho
home | Fale Conosco | localização | convênios
Av. Mauá, 887, 6ºandar, Centro, Porto Alegre / RS - CEP: 90.010-110
Fones: (51) 3226-9733 ou 3227-1057 - E-mail: agitra@agitra.org.br